Pedagogia - TCC – CEFT Higienópolis

URI Permanente para esta coleção

Navegar

Submissões Recentes

Agora exibindo 1 - 5 de 6
  • TCC
    O ensino híbrido como metodologia na educação infantil (4 a 5 anos)
    Oliveira, Camila de Jesus; Martins, Priscila Monte Alegre (2021-10)

    Centro de Educação, Filosofia e Teologia (CEFT)

    Com um olhar atento para as tendências contemporâneas que afetam a vida humana e reconhecendo o valor e a importância da formação durante a Educação Infantil, esta pesquisa bibliográfica almeja produzir conhecimentos para aplicação do ensino híbrido, incorporando-o na elaboração de planos de aulas, para crianças com 4 e 5 anos, contribuindo na prática pedagógica para promover o protagonismo infantil e impulsionar o desenvolvimento da criança, como preconiza a Base Nacional Comum Curricular. Para tanto foram analisados desde documentos oficiais legislativos a livros, artigos, pesquisas publicadas tanto em meios físicos, como virtuais e websites com materiais escritos e audiovisuais de pesquisadores renomados em ensino híbrido e metodologias ativas. Para o levantamento de dados e análises foram consultados autores como Almeida (2018), Arcega (2018), Bacich (2016), Christensen; Horn; Staker (2013), Camargo; Daros (2013), Machado; Lupepso; Jungbluth (2017), Morales Pinheiro (2010), Moran (2015). Como fruto das análises foram traçadas estratégias, reunidas em um e-book, que visam dar subsídios na aplicação do ensino híbrido na Educação Infantil de maneira que respeite o tempo, as particularidades e o desenvolvimento nesta fase, adaptando quando necessário o uso dessas metodologias e destacando a importância da relação entre família e escola neste processo.
  • TCC
    Docência compartilhada: processo de transição ou reparação de aprendizagem?
    Conceição, Josie Gonçalves da (2021-11)

    Centro de Educação, Filosofia e Teologia (CEFT)

    Este trabajo tiene como objetivo comprender si el desarrollo del trabajo colaborativo entre los docentes involucrados en el proyecto de Enseñanza Compartida cumple con las expectativas propuestas en la normativa educativa en cuanto a la transición entre ciclos y la formación continua del estudiante basada en el letramientoy alfabetización o si busca reparar déficits de aprendizajes traídos de años anteriores. Se desarrolló a partir de un enfoque cualitativo y presenta a Patto (1999), Machado (1997), Damasceno (2016), Prioste (2020), Alves-Mazzoti y Wilson (2004) y Gil (2008) como base teórica, siendo este último que subyace al proceso de análisis de los datos obtenidos en la investigación, además de la investigación documental para la composición de esta producción. La investigación explora la comprensión de los docentes involucrados sobre el trabajo colaborativo que se realiza entre un docente polivalente y un especialista en Enseñanza Compartida, así como contemplarlo como facilitador en la transición. Como resultado obtenido, se enfatiza la importancia del desarrollo del trabajo de apoyo a los estudiantes en la transición entre ciclos, aunque se destaca el trabajo de recuperación con estudiantes con bajo nivel de competencia realizado como medio de superación del fracaso escolar y la ejecución ineficiente del trabajo colaborativo, ya que se constató la ausencia de planificación conjunta entre profesoras polivalentes y especialistas en la orientación del trabajo docente.
  • TCC
    Formação do pedagogo na modalidade EAD: percepção sobre competências e habilidades na prática pedagógica Pós-COVID-19
    Souza, Fabiana Moreira; Nogueira, Rafaela Silva (2021-11)

    Centro de Educação, Filosofia e Teologia (CEFT)

    Este trabalho foi desenvolvido para compreender formação do Pedagogo na modalidade EaD e o impacto da pandemia COVID-19 nesse processo. Para tanto, foi realizado um estudo teórico que envolveu um panorama acerca do curso de pedagógica no Brasil. Apoiamo-nos nos autores BANNELL (2017), CRUZ (2008 e 2011), CHAGAS (1984) e SAVIANI (2008 e 2020). Também foi abordada a temática da EaD no Brasil e o curso de pedagogia nesta modalidade, referenciados pelos autores CASTRO, LITTO (2009 e 2011) e FORMIGA (2009 e 2011). E ainda, um levantamento sobre a formação docente inicial, buscando identificar que saberes, competências e habilidades são necessários para o pedagogo do século XXI. Neste percurso discutimos com os seguintes autores: CRUZ, BRZEZINSKI e GARCIA. A coleta de dados foi realizada por meio de questionário via internet, cujos sujeitos da pesquisa deveriam atender aos critérios estabelecidos, a saber: ser estudante ou formado no curso de pedagogia na modalidade EaD, com experiência em sala de aula. O objetivo foi compreender, por meio da percepção dos sujeitos se a modalidade EaD ofereceu condições para uma melhor performance docente no ensino remoto. Por fim, o resultado da pesquisa nos permitiu compreender que a modalidade EaD oferece condições para uma melhor apropriação das tecnologias digitais na formação inicial do pedagogo, mas revelou necessidades de revisão na estrutura do Curso seja na modalidade a distância ou presencial
  • TCC
    A cultura digital e a aprendizagem: limites e possibilidades para o ensino no século XXI
    Silva, Débora Lucas Oliveira da (2021-11)

    Centro de Educação, Filosofia e Teologia (CEFT)

    As Tecnologias Digitais da Informação e Comunicação foram disseminadas de forma, que se fazem extremamente necessárias por grande parcela da sociedade. As crianças já nascem tendo acesso aos dispositivos eletrônicos, de forma que não é possível que a escola deixe a tecnologia fora do seu processo de ensino aprendizagem. O presente estudo buscou compreender através de uma revisão bibliográfica e documental as possibilidades e limites sobre o uso dessas tecnologias no Ensino Fundamental. Identificou-se que a tecnologia, já é um eixo de relevante na aprendizagem das crianças e adolescentes, e por isso deve ser utilizada também na escola, se considerados os seguintes pontos: 1 - Considerar o uso das tecnologias atreladas ao uso de metodologias de aprendizagem ativa, como a comunidade de aprendizagem, a sala de aula invertida, a investigação, o uso de problemas, os projetos, as histórias e os jogos; 2 - O papel fundamental de mentor e tutor do professor bem preparado que permita ao aluno um lugar de personagem principal no processo de aprendizagem; 3 - Conscientização e cuidado frente aos riscos que o uso excessivo dos dispositivos eletrônicos, principalmente os que possuem telas azuis, causam à saúde física, psíquica e emocional dos alunos e consequentemente na aprendizagem; 4 – O papel essencial da escola, na capacitação de profissionais, na mudança de cultura escolar, no bom planejamento do uso das tecnologias nas práticas pedagógicas, e na divisão do tempo de uso de tecnologias entre escola, família e demais atividades, visando principalmente a integridade dos alunos do Ensino Fundamental.
  • TCC
    Os alunos nativos digitais e a gamificação como estratégia de ensino
    Amaral, Liliana Chaves de Oliveira do (2021-11)

    Centro de Educação, Filosofia e Teologia (CEFT)

    Este trabalho visa auxiliar o fazer docente buscando compreender o perfil dos alunos conhecidos como nativos digitais, que tem contato com tais tecnologias desde a primeira infância. Assim como a relevância dos jogos no cotidiano, conduzindo a reflexão sobre propostas mais adequadas para trabalhar com estes alunos. Esta pesquisa tem como referência o pensamento de teóricos como Cosenza e Guerra (2011), Prensky (2012), Cole e Engestrom (1993), Bannell, et al (2017), Serres (2013), Huizinga (2019) entre outros. Sugere-se então, dentre as metodologias ativas, a gamificação como excelente estratégia de ensino. Com o objetivo de verificar a viabilidade da proposta, foi feita uma pesquisa de campo descritiva, e exploratória análise de duas estratégias gamificadas. Uma utilizando ferramentas digitais e outra analógica. As estratégias foram aplicadas em duas turmas do 5° ano do ensino fundamental e contaram com a participação de cerca de 44 alunos e duas professoras, em uma escola da rede privada de ensino em Uberlândia, MG. Os dados da pesquisa, o desenvolvimento das estratégias, o levantamento e a discussão dos resultados, identificaram que conforme os referenciais teóricos as experiências realizadas efetivamente contemplaram ao que elas se propunham. Despertando interesse, promovendo o engajamento e protagonismo no desenvolvimento e aprendizado de competências e habilidades por parte dos alunos. Ambicionando auxiliar os profissionais de educação neste trabalho, partindo da própria dificuldade da pesquisadora, este trabalho também apresenta um glossário da cultura digital