O Adelpha, Repositório Digital do IPM, tem como objetivos armazenar, preservar, divulgar e dar acesso à produção científica e intelectual, entre outros documentos de caráter histórico e de interesse do Instituto Presbiteriano Mackenzie, contribuindo desse modo para o aumento da sua visibilidade e impacto, garantindo a preservação da memória intelectual da Instituição.

Submissões Recentes

TCC
Projetos de pesquisa e Trabalho de Conclusão de Curso (TCC): percepção de universitários de uma instituição privada na região central de São Paulo
Souza, Thayna Miro (2023-06)

Centro de Ciências Biológicas e da Saúde (CCBS)

A aprendizagem baseada em projetos (ABP) desempenha um papel significativo no desenvolvimento das habilidades e competências dos estudantes, além de promover uma abordagem docente inovadora e com foco na colaboração entre aluno e professor. Levando em consideração as habilidades necessárias para o profissional biólogo, bem como a exigência de elaborar um projeto para o Trabalho de Conclusão de Curso (TCC), é relevante compreender e analisar o processo de desenvolvimento dos universitários em uma disciplina de projetos (TCC). Com esse objetivo em mente, foi elaborado e aplicado um formulário aos estudantes do curso de Ciências Biológicas de uma universidade localizada em São Paulo, visando compreender o perfil dos projetos elaborados, as dificuldades enfrentadas durante o processo de produção e as disciplinas que contribuíram para o desenvolvimento do projeto ao longo do curso. Nos chamou atenção a dificuldade frente ao entendimento dos tópicos que compõe o projeto de pesquisa, bem como a não identificação de já terem elaborado um projeto anteriormente em uma disciplina base, voltada, assim como o TCC, para a elaboração de projetos de pesquisa. Além das dificuldades relacionadas, foi apresentado também a importância de estimular a autonomia, fornecer feedback constante e promover a colaboração entre professor e aluno para o desenvolvimento não apenas das habilidades, mas também da própria estrutura do projeto.
TCC
Efeitos da radiação ultravioleta solar em bactérias simulando o solo marciano
Fuller, Arthur Lemes (2023)

Centro de Ciências Biológicas e da Saúde (CCBS)

Microrganismos são de extrema importância dentro da Astrobiologia, que é a área da Ciência responsável pela compreensão da vida, sua origem e evolução, na Terra e no restante do Universo. Um dos pontos mais importantes dentro desta área é a busca por vida em outros planetas, incluindo Marte. Em nosso Sistema Solar, Marte é um dos principais candidatos, dadas as condições para o surgimento de vida como a conhecemos em sua superfície. Devido a diversas características climáticas e geológicas atuais, Marte não possibilita o surgimento de organismos muito sensíveis, mas há algumas espécies de microrganismos capazes de resistirem a condições extremas, os chamados extremófilos, como a bactéria Deinococcus radiodurans. Essa bactéria é a forma de vida que apresenta maior resistência à radiação dentre todos os organismos conhecidos na Terra e, como Marte apresenta uma atmosfera extremamente rarefeita, a radiação que chega à sua superfície é fatal para a maioria dos organismos. A partir da simulação do ambiente marciano, utilizando equipamentos disponíveis no Laboratório de Química Fundamental da USP, foi possível descobrir se alguns organismos seriam capazes de sobreviver em Marte levando em consideração o nível de radiação UV emitido pelo Sol que atinge a superfície do planeta. Também foi simulada uma única profundidade de solo, onde as bactérias foram colocadas com o objetivo de analisar se o solo ameniza os efeitos da radiação UV. A bactéria extremófila resistiu à radiação de forma efetiva sem a proteção do simulacro, como já era esperado, enquanto a bactéria comum Staphylococcus nepalensis apresentou uma maior taxa de sobrevivência utilizando o simulacro semelhante à da bactéria D. radiodurans.
TCC
A importância da biologia forense na perícia em locais de crimes contra a vida
Costa, Anna Beatriz Rodrigues (2023)

Centro de Ciências Biológicas e da Saúde (CCBS)

A Biologia Forense é um ramo da criminalística que está cada vez mais sendo explorada na investigação criminal por ter grande importância dentro do processo investigativo e produção de provas. Sabe-se que o exame pericial em locais de crimes contra a vida é o marco inicial de uma investigação criminal e a metodologia científica deve ser utilizada. O conhecimento dos fundamentos e mecanismos das Ciências Biológicas é imprescindível para a localização, identificação, coleta, preservação, análise, armazenamento e destinação final de uma ampla gama de vestígios biológicos encontrados na cena do crime durante a perícia, a fim de estabelecer sua ligação com a dinâmica do fato criminoso e contribuir na identificação de autores. Este trabalho teve como base uma revisão da literatura, onde foi realizado um levantamento bibliográfico em textos e artigos sobre o tema, os resultados obtidos a partir da pesquisa bibliográfica foram organizados em tópicos. Portanto, é exigido do perito criminal a utilização de técnicas, procedimentos e conhecimentos específicos das principais áreas da Biologia Forense (Hematologia, Tricologia, Entomologia, Botânica e Genética), demonstrando que a área criminal é uma possibilidade de atuação do biólogo.
TCC
Principais traumas sofridos pela fauna silvestre do município de São Paulo entre os anos de 2019 e 2022
Nielsen, Claudia Sofie Maia (2023)

Centro de Ciências Biológicas e da Saúde (CCBS)

O município de São Paulo possui uma rica diversidade de animais silvestres. No entanto, a fauna vem enfrentando cada vez mais pressões e ameaças com o rápido crescimento da cidade. A fragmentação de matas e perda de habitat fazem com que muitos animais busquem refúgio nos centros urbanos, sendo vítimas de conflitos com munícipes e ficando mais susceptíveis a sofrer um trauma. Com o intuito de proteger a fauna silvestre do município, o Centro de Manejo e Conservação de Animais Silvestres (CeMaCAS), da Divisão da Fauna Silvestre (DFS) da Prefeitura de São Paulo, é responsável por receber, tratar, reabilitar e destinar animais vitimados e de apreensões de tráfico de silvestres. Além disso, a instituição mantém uma base de dados sobre os principais agravos que acometem a fauna de São Paulo. O objetivo do trabalho foi analisar quais os cinco principais traumas sofridos por esses animais e quais são os táxons que mais se repetiram entre os anos de 2019 e 2022. Foi concluído que a predação, colisão, linha de pipa, atropelamento e acidente elétrico são, respectivamente, os traumas mais comuns, todos consequência de ações antrópicas. As espécies mais afetadas foram gambás-de-orelha-preta (Didelphis aurita), rolinhas-roxa (Columbina talpacoti), avoantes (Zenaida auriculata), corujinhas-do-mato (Megascops choliba) e sabiás-laranjeira (Turdus rufiventris). Atualmente, pouco é feito para prevenir que esses agravos ocorram, indicando que são necessários mais dados e estudos na área para criação de medida mitigatórias.
TCC
Atividade diária de abelhas Jataí Tetragonisca angustula (Latreille 1811) (Hymenoptera, Apidae) de uma colmeia introduzida no viveiro do Curso de Ciências Biológicas da UPM
Garbelotti, Ana Carolina (2023)

Centro de Ciências Biológicas e da Saúde (CCBS)

A abelha jataí Tetragonisca angustula (Latreille 1811) (Hymenoptera, Apidae), é uma abelha com o ferrão atrofiado, não exercendo assim a função de ferroar, por isso são conhecidas como “abelhas sem ferrão”. Conjuntamente, muitas destas abelhas também são criadas por comunidades indígenas em todo o Brasil e desta forma também são categorizadas como “abelhas indígenas”. Sociabilidade é uma das muitas características marcantes desta abelha, influenciando na maneira em que ela age e defende seu ninho. Por ser de pequeno porte, é mais mansa e têm baixa produção de mel, porém com excelente qualidade visto que ela é mais adaptada à polinização do que outras espécies. O objetivo do presente estudo foi identificar os fatores que influenciam a atividade diária, inventariar as condições e técnicas de manejo de colmeia de abelhas Jataí e principalmente informar e sensibilizar sobre a importância das abelhas melíferas nativas e o seu cultivo. Portanto, o presente estudo foi realizado no Centro de Ciências Biológicas e da Saúde (CCBS), da Universidade Presbiteriana Mackenzie – Campus Higienópolis (SP) com o intuito de avaliar o desenvolvimento de uma colônia de abelhas Jataí. A pesquisa foi realizada com uma abordagem quali-quantitativa voltada a realização de um estudo descritivo. Foram coletados dados semanalmente referentes à atividades e estado da colmeia, entrada/saída de abelhas, presença de pólen, presença de resíduo, clima, temperatura e umidade. Considerando a grande importância sociocultural, ecológica e econômica das abelhas sem ferrão, diante crescentes ameaças antrópicas, faz-se necessário enfatizar e valorar para a manutenção das comunidades das principais responsáveis pela polinização de grande parte das espécies vegetais do Brasil, as “abelhas indígenas”. Com isso, busca-se entender que elas desempenham uma função ainda mais importante nos ecossistemas. Afinal, são mais propensas a realizar suas atividades diárias de entrar e sair da colmeia quando a umidade é baixa e a temperatura é alta.