Propriedades psicométricas da versão online do inventário de funções executivas, regulação e aversão ao adiamento IFERA-I

Imagem de Miniatura
Tipo
Dissertação
Data
2022-08-26
Autores
Oliveira, Rafaella Sales de Sousa
Orientador
Seabra, Alessandra Gotuzo
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Membros da banca
Carreiro, Luiz Renato Rodrigues
Trevisan, Bruna Tonietti
Programa
Distúrbios do Desenvolvimento
Resumo
As funções executivas são habilidades relacionadas ao controle top-down de cognição, emoção e comportamento, que possibilitam a realização de ações voluntárias, independentes, auto-organizadas e orientadas para metas específicas, sendo requeridas quando o processamento automático não é suficiente. Estão relacionadas a construtos próximos, como a regulação do estado e a aversão ao adiamento, que também envolvem habilidades de autocontrole e predizem importantes desfechos ao longo da vida. Com a pandemia por COVID-19 aumentou a necessidade de avaliação neuropsicológica, especialmente à distância, dada a necessidade de distanciamento social e o aumento de sinais de desatenção e déficits executivos nas crianças. Considerando a importância dessas funções, é relevante o desenvolvimento de instrumentos informatizados, com propriedades psicométricas adequadas, tendo em vista que a prática da avaliação neuropsicológica remota é algo recente, especialmente no contexto infantil. Embora o instrumento apresente estudos psicométricos realizados anteriormente, é necessário dispor de uma versão online tendo em vista o momento de isolamento social. O objetivo dessa dissertação foi de investigar as propriedades psicométricas do Inventário do Inventário de Funções Executivas, Regulação e Aversão ao Adiamento IFERA-I, versão pais de crianças e adolescentes entre 3 e 14 anos de idade em seu formato de aplicação online. Participaram deste estudo 182 responsáveis por crianças e adolescentes de 3 – 14 anos preencheram os instrumentos: Questionário para Pais e o Inventário de Funções Executivas, Regulação e Aversão ao Adiamento IFERA-I. Foram observadas evidências favoráveis para a estrutura teoricamente esperada, que é de cinco fatores (memória de trabalho, controle inibitório, flexibilidade cognitiva, aversão ao adiamento, regulação do estado) e um escore geral. Além disso, todos os fatores alcançaram índices por consistência interna satisfatória, corroborando com os modelos teóricos que apoiaram o seu desenvolvimento; correlações significativas em relação ao grupo com transtornos do neurodesenvolvimento, correlações significativas negativa, com baixa magnitude quanto ao nível de satisfação com ensino remoto e, ainda, não foram encontradas correlações significativas entre os escores do IFERA-I online com relação a renda familiar mensal, escolaridade dos responsáveis e tipo de escola. Os resultados indicaram adequadas propriedades psicométricas, uma vez que a sua estrutura interna converge com o modelo teoricamente proposto na sua versão IFERA-I, “versão lápis e papel”. Além disso, é importante destacar que o instrumento provou ser sensível em discriminar as dificuldades em amostras com e sem Transtornos do Neurodesenvolvimento, sendo útil na identificação das dificuldades em habilidades específicas das FE entre os grupos.
Descrição
Palavras-chave
avaliação neuropsicológica informatizada , funções executivas , instrumentos de avaliação online
Citação