Aprendizagem orientada à sustentabilidade em organizações: o que mostram os relatórios de sustentabilidade e os atores que atuam na área

Imagem de Miniatura
Tipo
Dissertação
Data
2022-08-11
Autores
Antunes, Bruna Ribeiro Silva
Orientador
Brunstein, Janette
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Membros da banca
Cristofoli, Fulvio
Silva Junior, Annor da
Programa
Administração de Empresas
Resumo
Esta pesquisa enquadra-se nos estudos de reflexão crítica e aprendizagem social orientada à sustentabilidade em organizações. Com o crescimento e a complexidade das crises socioambientais e dos movimentos de pressão social, a discussão sobre sustentabilidade integrou-se à parte da agenda das organizações. E uma prática que se tornou reconhecida neste contexto da sustentabilidade nas organizações são os relatórios de sustentabilidade. De todas as formas que se pode discutir essa temática, optou-se por uma análise a partir dos relatórios de sustentabilidade e da narrativa dos profissionais que atuam na construção desses documentos. O estudo desenvolveu-se a partir de duas questões de pesquisa, a saber: analisando as iniciativas de capacitação e educação orientadas para sustentabilidade que constam nos relatórios de sustentabilidade, o que se pode dizer sobre a evolução dos processos de aprendizagem em organizações nos últimos anos? A partir da experiência dos profissionais de sustentabilidade, quais as percepções que emergem dos resultados da análise desses documentos à luz da teoria da aprendizagem social para sustentabilidade? O objetivo geral do trabalho centrou-se em analisar a evolução dos processos de reflexão crítica e aprendizagem social para sustentabilidade, a partir das ações de capacitação e educação veiculadas nos relatórios de sustentabilidade e das narrativas de profissionais de sustentabilidade. Adotou-se um estudo qualitativo interpretativo básico, tendo como principais estratégias de construção de dados a análise documental dos relatórios de sustentabilidade, publicados entre os anos de 2016 e 2021, de cinco empresas multinacionais, reconhecidas internacionalmente por seu desempenho em sustentabilidade; e o documento normativo Global Reporting Initiative, que orienta a concepção desses relatórios; seguidos de entrevistas, sendo uma individual com uma especialista em relatórios de sustentabilidade e representante da Global Reporting Initiative, e outra coletiva, nos moldes de grupos focais, com cinco profissionais da área de sustentabilidade das cinco organizações objetos de estudo. Como contribuições, o estudo apresentou uma análise das ações de capacitação e educação para sustentabilidade nas organizações retratadas nos relatórios, e dos profissionais que atuam nas empresas, considerando avanços, desafios, barreiras e oportunidades. Ao mesmo tempo, apresentou contribuições sobre a importância dos elementos de aprendizagem social para sustentabilidade e da reflexão crítica para que a confecção do relatório avance para além das práticas formalísticas, e se tornem meios de alavancar os processos de desenvolvimento de aprendizagem das empresas em direção à sustentabilidade.
Descrição
Palavras-chave
educação para sustentabilidade , reflexão crítica , relatórios de sustentabilidade , aprendizagem social para sustentabilidade , sustentabilidade nas organizações
Citação