Racismo, mercado de trabalho no Brasil e as barreiras raciais invisíveis: podemos falar que a raça é irrelevante nos processos de promoção e contratação no mercado de trabalho?

Imagem de Miniatura
Tipo
TCC
Data
2021-06
Autores
Chagas, Felipe da Silva Corralo
Orientador
Moreira, Adilson José
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Membros da banca
Programa
Resumo
Os dados oficiais do Brasil demonstram disparidade salarial para empregados brancos e negros com o mesmo nível escolar, falta de representação da população negra nos cargos de chefia e prevalência da população negra no chamado trabalho informal. Não obstante os dados estatísticos, a compreensão mais habitual da problemática do racismo no mercado de trabalho parte do pressuposto da discriminação direta ou de uma disparidade de classe. A partir do estudo das teorias da discriminação, da psicologia social da discriminação e das relações raciais, este trabalho pretende contribuir para o debate e estudo dos mecanismos da discriminação no mercado de trabalho. Analisaremos o funcionamento de mecanismos psicológicos que agem de forma automática (vieses), o fenômeno do favoritismo de grupo e a dinâmica por trás dos estereótipos, para verificar se as escolhas e impressões no âmbito do mercado de trabalho são feitas de forma consciente, racionais e meritocráticas.
The official Brazilian data shows the wage gap for white and black employees with the same school level, lack of representation of the black population on leadership positions and the prevalence of the black population on informal works. However, the statistical data, the most usual comprehension on the problematics of racism on the labor market begins with the assumption of the straight discrimination or of a class discrimination. Starting on the study of the theory of discrimination, the social psychology of discrimination and the racial relations, this work intends to contribute on the debate and study of the discrimination mechanisms on the labor market. We will analyze the operation of psychological mechanisms that behave in an automatic way (bias), the phenomenon of ingroup favoritism and the dynamic behind the stereotypes, to verify if the chooses and impressions on the labor market are made with conscience, rationality and meritocratically.
Descrição
Trabalho indicado ao Prêmio TCC
Palavras-chave
racismo , mercado de trabalho , vieses , favoritismo de grupo , racism , labor market , bias , ingroup favoritism
Citação