O voto plural: uma análise do instituto à luz da lei nº 14.195 de 2021

Carregando...
Imagem de Miniatura
Tipo
TCC
Data
2022-06
Autores
Bertholdo, Fernando Tavares
Orientador
Rovai, Armando Luiz
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Membros da banca
Programa
Resumo
No sistema jurídico brasileiro, existem diversas estruturas capazes de manter o controle societário restrito a uma minoria acionária, mesmo com a diluição de sua participação. Entre elas, destaca-se o voto plural, recentemente regulamentado pela legislação brasileira por meio da Lei n. 14.195, de 2021, porém há muito usado em sistemas jurídicos como os dos Estados Unidos e aqueles de países asiáticos. A questão suscitou uma série de debates no âmbito do direito societário e apresenta controvérsias mesmo após a sua implementação. Ressalta-se que a utilização de tal instituto está muito atrelada ao momento de abertura de capital, no qual sociedades anônimas buscam recursos financeiros no mercado de capitais. Dessa maneira, o presente trabalho dedica-se à análise do voto plural como mecanismo de manutenção e de potencialização do controle acionário da minoria, verificando, nos termos da Lei 14.195/2021, se poderá se mostrar como um fator de incentivo à atração de empresas ao mercado de capitais brasileiro, ou se a estrutura proposta não aparenta se adequar ao ambiente de negócios do país.
Descrição
Palavras-chave
voto plural , duas classes de ações , lei nº 14.195/2021 , poder de controle acionário
Citação