Corrupção e estratégia de negócios: caso Odebrecht

Carregando...
Imagem de Miniatura
Tipo
Dissertação
Data
2019-08-20
Autores
Fernandes, Luiz Campos
Orientador
Meirelles, Dimária Silva e
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Membros da banca
Leon, Felix Hugo Aguero Diaz
Lazzarini, Sérgio Giovanetti
Programa
Administração de Empresas
Resumo
O presente estudo de caso procura compreender a estratégia adotada pelo grupo empresarial Odebrecht e sua participação ativa no escândalo de corrupção da Lava Jato. A partir do aporte teórico de autores que tratam da grande corrupção e autores da abordagem de estratégia como prática, busca-se identificar o dualismo das ações empresariais adotadas na estruturação de ações de conquista de projetos, financiamentos e novos mercados por meio da cooptação de políticos, agentes de governo, imprensa e instituições financeiras, necessários à operacionalização dos atos de corrupção e desenvolvimento de seus negócios. Como resultado, são identificados padrões nas ações empreendidas e o uso de processos bem definidos e estruturados em que o grupo consegue, por meio de associação criminosa com agentes públicos, estruturas de governo, forças políticas e outras empresas do setor, alcançar objetivos como a diversificação do portfólio de negócios, internacionalização, ampliação de sua participação no mercado e maximização dos lucros. Ao mesmo tempo em que o grupo buscava preservar sua sólida reputação no mercado brasileiro e internacional, foram desenvolvidas ações que passavam por uma estrutura paralela, não visível ao mercado, voltado as práticas ilícitas. A formação desta estrutura demandou tempo e planejamento. Nesse sentido, identifica-se um modelo estratégico que inclui 03 fases: incubação, modelagem e execução, e que se consolidou calcado em 06 pilares: excelência que preza pela qualidade na entrega dos serviços, captura – ações de influência com captura do estado – aproximação e atuação estratégica em todas as esferas de governo de acordo com as suas pautas, gestão – estruturação de uma unidade especifica para gestão e controle dos pagamentos de propinas, Imprensa – promover a simpatia e controle de imprensa por meio das agências de marketing e expansão geográfica – realizada por meio de países de cultura semelhante ao do Brasil, com exportação da estratégia desenvolvida.
Descrição
Palavras-chave
estratégia , corrupção , modelos de negócios , Lava Jato , recursos financeiros – Gestão
Citação
FERNANDES, Luiz Campos. Corrupção e estratégia de negócios: caso Odebrecht. 2019. 287 f. Dissertação (Mestrado em Administração de Empresas) - Universidade Presbiteriana Mackenzie, São Paulo, 2019.