Jane Austen: conformista ou crítica do papel da mulher no séc. XIX? Uma análise histórico-literária de “Orgulho e Preconceito” e a mulher no direito sucessório

dc.contributor.advisorVellozo, Júlio César de Oliveira
dc.contributor.authorVaz, Daniela Balthazar
dc.contributor.refereesSoares, Alessandro de Oliveira
dc.contributor.refereesPrates, Beatriz Santana
dc.date.accessioned2023-03-10T19:26:06Z
dc.date.available2023-03-10T19:26:06Z
dc.date.issued2021-12
dc.description.abstractO presente trabalho visou um estudo histórico literário da Obra “Orgulho e Preconceito”, de Jane Austen, a fim de entender por que as mulheres eram impedidas de herdar propriedades, como do caso das irmãs Bennet. Tal tema, central à obra em questão, foi sistematizado pela primeira vez por Sir William Blackstone, primeiro professor de direito inglês da Universidade de Oxford, na Inglaterra e principal referência ao direito da época. Entendeu-se que Austen era uma figura que escrevia sobre aquilo que conhecia; sobre sua realidade e, por isso, questões como essa são tão centrais em suas obras. Ainda, é possível perceber que seu estilo de escrita gerou diversos debates, que perduram até hoje, sobre se ela era uma figura crítica ou conformista em relação à sua época, especialmente no que tange ao papel da mulher.pt_BR
dc.description.abstractThe present work aimed at a literary historical study of the work “Pride and Prejudice”, by Jane Austen, in order to understand why women were prevented from inheriting properties, as in the case of the Bennet sisters. This theme, central to the work in question, was systematized for the first time by Sir William Blackstone, the first professor of English law at the University of Oxford, in England and the main reference to law at the time. It was understood that Austen was a figure who wrote about what he knew; about his reality and, for this reason, questions like this are so central in his works. Still, it is possible to see that her writing style generated several debates, which persist until today, about whether she was a critical or conformist figure in relation to her time, especially with regard to the role of women.pt_BR
dc.formatTextopt_BR
dc.identifier.urihttps://dspace.mackenzie.br/handle/10899/31625
dc.languagept_BRpt_BR
dc.publisherUniversidade Presbiteriana Mackenziept_BR
dc.publisher.countryBrasilpt_BR
dc.publisher.departmentFaculdade de Direito (FD)pt_BR
dc.publisher.initialsUPMpt_BR
dc.rightsAttribution-NonCommercial-NoDerivs 3.0 Brazil*
dc.rights.urihttp://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/3.0/br/*
dc.subjectJane Austenpt_BR
dc.subjectsucessãopt_BR
dc.subjectblackstonept_BR
dc.subjectcrítica socialpt_BR
dc.subjectsuccessionpt_BR
dc.subjectsocial criticpt_BR
dc.subjectinheritancept_BR
dc.subjectEnglandpt_BR
dc.titleJane Austen: conformista ou crítica do papel da mulher no séc. XIX? Uma análise histórico-literária de “Orgulho e Preconceito” e a mulher no direito sucessóriopt_BR
dc.typeTCCpt_BR
Arquivos
Pacote Original
Agora exibindo 1 - 1 de 1
Carregando...
Imagem de Miniatura
Nome:
DANIELA BALTHAZAR VAZ.pdf
Tamanho:
959.81 KB
Formato:
Adobe Portable Document Format
Descrição:
Licença do Pacote
Agora exibindo 1 - 1 de 1
Carregando...
Imagem de Miniatura
Nome:
license.txt
Tamanho:
1.95 KB
Formato:
Item-specific license agreed upon to submission
Descrição: