A importância da integração do relato de múltiplos informantes associado a medidas de atenção e flexibilidade cognitiva na avaliação diagnóstica de crianças e adolescentes com transtorno de déficit de atenção/hiperatividad

Carregando...
Imagem de Miniatura
Tipo
Tese
Data
2022-12-14
Autores
D'Almeida, Lara Caldas Medeiros de Sá Zandoná
Orientador
Teixeira, Maria Cristina Triguero Veloz
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Membros da banca
Carrero, Luiz Renato Rodrigo
Seabra, Alessandra Gutozo
Monnerat, Ana Carolina
Silveira, Leni Porto Costa
Programa
Distúrbios do Desenvolvimento
Resumo
Introdução: o Transtorno de Déficit de Atenção/Hiperatividade (TDAH) é o transtorno do neurodesenvolvimento mais comum da infância, caracterizado por um padrão persistente de desatenção/ ou hiperatividade/impulsividade que interfere no funcionamento e no desenvolvimento pessoal. O TDAH pode acarretar comprometimentos em habilidades neurocognitivas e problemas emocionais e comportamentais (PEC) como ritmo cognitivo lento e sinais graves de comportamentos. Objetivos: comparar a associação entre habilidades de atenção e flexibilidade cognitiva com prejuízos atencionais e de hiperatividade em função do tipo de informante e comparar a associação entre indicadores de ritmo cognitivo lento e problemas emocionais e comportamentais graves em crianças e adolescentes com TDAH em função do tipo de informante. Método: o desenho do estudo foi transversal e utilizou dados secundários de crianças diagnosticadas com TDAH no Protocolo de Avaliação Neuropsicológica, Comportamental e Clínica de crianças e adolescentes com queixas de desatenção e hiperatividade do Programa de Pós-Graduação em Distúrbios do Desenvolvimento. A amostra foi composta por 42 crianças e adolescentes entre 6 e 17 anos (30 meninos/71,43%; média=10,02; DP= 3,0) e seus respectivos pais e professores. Os instrumentos utilizados foram a anamnese, Inventário de Comportamentos para Crianças e Adolescentes entre 6 e 18 anos (CBCL-6/18), Inventário de Comportamentos para Crianças e Adolescentes entre 6 e 18 anos (TRF/6-18), Inventário de Auto avaliação para Adolescentes de 11 a 18 anos (YSR/11-18), Teste de Atenção por Cancelamento (TAC), Teste de Atenção Concentrada (AC) e Teste Trilhas. Resultados: foi verificada uma correlação negativa estatisticamente significativa entre a idade e o escore T da escala problemas de déficit de atenção e hiperatividades do TRF/6-18 (r=-0,36; p< 0,05) e correlação positiva estatisticamente significativa entre a idade e os escores T do TAC (r= 0,62; p< 0,01) e do teste de AC (r=0,57; p< 0,05). O escore bruto do teste Trilhas parte A se correlacionou significativamente e negativamente somente com o escore T da escala de problemas de atenção do CBCL/6-18 (r=-0,52; p<0,05). O escore bruto do teste Trilhas parte B se correlacionou significativamente e negativamente com os escores T da escala de problemas de atenção e da escala problemas de déficit de atenção e hiperatividade do TRF/6-18 (r=- 0,76; p< 0,01) e (r=-0,62; p< 0,01). Não foram obtidas correlações significativas entre os Itens Críticos do CBCL e TRF e o escore T da escala de Ritmo Cognitivo Lento do CBCL/6- 18 e TRF/6-18. A validade incremental dos sinais de ritmo cognitivo lento de acordo com múltiplos informantes para predição de habilidades atencionais não identificou variáveis com significância estatística para predizer o desempenho atencional e flexibilidade cognitiva nas regressões testadas. Contudo, observou-se que em todos os casos, a inclusão das escalas do TRF/6-18 contribuiu para a predição das variáveis dependentes, para além do que era explicado somente pelas escalas do CBCL/6-18. Os resultados encontrados mostraram que a utilização de múltiplos informantes, principalmente a informação do professor, é uma parte fundamental do processo de avaliação diagnóstica. Verificou-se um potencial poder preditivo do relato de múltiplos informantes sobre os resultados em testes de avaliação neurocognitiva, apesar das limitações deste estudo em função de número amostral pequeno.
Descrição
Palavras-chave
avaliação neuropsicológica , múltiplos informantes , problemas comportamentais e emocionais graves , ritmo cognitivo lento , TDAH
Citação