Teoria queer no brasil: pensamento e produção acadêmica

Imagem de Miniatura
Tipo
Dissertação
Data
2022-08-22
Autores
Zanoni, André Fernandes
Orientador
Araujo, Paulo Roberto Monteiro de
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Membros da banca
Bueno, Marcelo Martins
Lima, Fransmar Barreira Costa
Programa
Educação, Arte e História da Cultura
Resumo
O campo científico deve ser capaz de lidar com mudanças de paradigmas e criações de novas áreas de conhecimento. Sendo o pensamento queer um campo novo que possui múltiplas origens e diálogos possíveis com as diversas áreas do conhecimento, é bastante provável que presenciaremos sua expansão. É preciso elucidar a emergência da pesquisa da Teoria Queer no Brasil, compreendendo os caminhos e escolhas metodológicas que a recepção nacional tem dado para lidar com formulações conceituais queer provindas de diferentes regiões do globo. Será feita uma revisão da produção de textos e artigos científicos de autores nacionais. Os textos de Pedro Paulo Gomes Pereira, Guacira Lopes Louro, Larissa Pelúcio, Berenice Bento e Richard Miskolci possibilitam pensar sobre as definições possíveis para o queer, suas origens históricas e conceituais, levando em consideração a realidade brasileira. Em um momento histórico no qual temos questionado a lógica da colonialidade e as maneiras ocidentais de produzir ciência, a aproximação de parte de nossos pesquisadores com perspectiva queer parece contribuir para a criação de um vocabulário menos normativo.
Descrição
Palavras-chave
teoria queer , gênero , decolonialidade
Citação