Diálogo e antítese nas ciências: estudo e aplicação do suplemento de Hendrik Stoker à epistemologia de Cornelius Van Til

Imagem de Miniatura
Tipo
Monografia
Data
2023-02-06
Autores
Gomes, Daniel Charles Heringer
Orientador
Fontes, Filipe Costa
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Membros da banca
Programa
Resumo
O presente trabalho consiste em um estudo exploratório do suplemento sugerido por Hendrik G. Stoker à epistemologia reformada de Cornelius Van Til. Stoker propõe que há duas abordagens irredutíveis e correlativas ao problema do conhecimento: a abordagem P-A, que trata da relação entre a criação e o Criador; e a abordagem P-C, que ressalta relações internas da criação. A ênfase de Van Til seria na primeira abordagem, e Stoker reflete acerca da segunda. Buscamos identificar como a proposta de Stoker pode aproximar a epistemologia vantiliana de questões da prática científica, investigando primeiro se tal proposta mantém intactas as formulações de Van Til, e depois suas implicações para disciplinas ou problemas científicos. Quanto à primeira questão, encontramos que a correlação entre as duas abordagens em Stoker garante a manutenção da antítese vantiliana no âmbito da ciência. Quanto à segunda, delineamos como cada abordagem de Stoker pode ser mais ou menos enfatizada em uma dada área de pesquisa científica, além de sugerir formas de identificar qual abordagem está em foco. Concluímos recomendando pesquisas futuras que aprofundem a aplicação prática da epistemologia vantiliana conforme suplementada por Stoker.
The present work is an exploratory study about Hendrik G. Stoker’s suggested supplement to Cornelius Van Til’s epistemology. Stoker proposes that there are two irreducible and correlated approaches to the problem of knowledge: the P-A approach, that deals with the relation between creature and Creator; and the P-C approach, that emphasizes the internal relations in creation. Van Til’s focus would be the first approach, and Stoker reflects upon the second one. We seek to identify how Stoker’s proposal can bring together vantilian epistemology and issues of the scientific practice, investigating first whether that proposal maintains Van Til’s formulations intact, and, later, its implications for scientific disciplines or problems. Regarding the first question, we find that the correlation between Stoker’s two approaches guarantees vantilian antithesis is maintained in the realm of science. As for the second part, we outline how each one of Stoker’s approaches can be more or less emphasized in a given field of scientific research, and we further suggest ways of identifying which approach is focused by that research. We conclude by recommending future investigation into the practical application of vantilian epistemology as supplemented by Stoker.
Descrição
Palavras-chave
ciência , epistemologia , antítese , science , epistemology , antithesis
Citação