Correlação entre a razão neutrófilos/linfócitos e plaquetas/linfócitos no prognóstico do paciente queimado

Imagem de Miniatura
Tipo
TCC
Data
2022
Autores
Nascimento, Eduarda Perini
Baptista, Mariana Milena Nascimento
Orientador
Skare, Thelma Larocca
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Membros da banca
Programa
Resumo
Introdução: Queimaduras são lesões dos tecidos orgânicos causadas tanto por traumas térmicos, químicos, elétricos ou radioativos, podendo ser classificada pela sua etiologia, profundidade e superfície corporal afetada. A fim de aumentar a sobrevida dos pacientes após o trauma, ocorre a resposta endócrina, metabólica e imunológica ao trauma. Essa alteração imunológica é causada pela inflamação local e depende das células de defesa como -mastócitos, neutrófilos, macrófagos, e linfócitos- e plaquetas. No entanto, nesse processo observa-se o aumento e declínio dessas células, o que interfere na evolução desses pacientes. Objetivos: Avaliação da evolução clínica e prognóstico de pacientes queimados através da resposta inflamatória orientada pela relação neutrófilos/linfócitos (N/L) e plaquetas/linfócitos (P/L) do hemograma de admissão. Metodologia: A pesquisa foi realizada através de um estudo transversal envolvendo 78 pacientes internados no serviço de emergência do setor de queimados do Hospital Universitário Evangélico Mackenzie (HUEM). Foram coletados dados dos prontuários sobre epidemiologia, medicamentos, dados do hemograma para cálculo das relações N/L e P/L, resultado de PCR, escore de superfície queimada e comorbidades gerais. Além disso, coletou-se o tempo de internamento e ocorrência de complicações (sepse, distúrbios hidroeletrolíticos, hipoalbuminemia, hemorragia, insuficiência renal, óbito). Resultado: No período do estudo, ocorreram 180 internações de pacientes queimados no HUEM. Na amostra total, foram considerados 78 pacientes. Destes a maior parte foram do sexo masculino, brancos e com mediana de 41,5 anos. As queimaduras foram representadas, principalmente, nas regiões de braço (30%), perna (25%) e tronco (15%). Estas ocasionadas por líquido aquecido (20%), eletricidade (18%) e agente químico (18%), na maioria dos casos. Em relação ao hemograma de admissão, observou-se neutrofília, como esperado, no entanto valores normais de linfócitos e plaquetas. Dessa forma, não foi possível obter significância nas correlações objetivadas. Conclusão: A relação N/L e P/L não estão associadas à gravidade da queimadura, ao tempo de internamento e as complicações em pacientes queimados, tornando-se assim, irrelevante dentro da abordagem do paciente queimado.
Descrição
Palavras-chave
queimadura , processo inflamatório , hemograma
Citação