Patriarcado, capitalismo e racismo: o nó que amarrra a cidade

Imagem de Miniatura
Tipo
TCC
Data
2020-12
Autores
Micherif, Carolina Santos
Orientador
Salgado, Rodrigo Oliveira
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Membros da banca
Programa
Resumo
O presente artigo possui a provocação de pensar a cidade como veículo de manifestação e manutenção constante das desigualdades sociais estruturadas por sistemas de opressão que se reinventam ao longo do tempo. O modelo econômico capitalista expande-se através da luta de classes estabelecida por meio das dominações de gênero e raça. A falta de infraestrutura urbana afeta diretamente os grupos sociais marginalizados gerando a segregação social. O acesso à cidade dita o destino socioeconômico das pessoas pois concede as oportunidades de acordo com os privilégios. A desconexão do planejamento urbano com as reais necessidades da população vulnerável aprofunda as desigualdades de forma que o funcionamento das cidades em si gera competição e permeia os mecanismos de opressão.
This paper qualifies the city as a living organism that constantly manifests and maintains the social adversities, which are structured by undying oppression systems that reinvent themselves throughout time. The capitalist model expands through class warfare established by gender and race domination. The lack of urban infrastructure falls directly onto socially marginalized groups, sharpening social segregation. The access to the city dictates the economic and social destiny of people, given that opportunities are conceived according to privileges. The detachment of the urban planning from the real needs of the vulnerable population deepens the social inequality as the functioning of towns itself creates competition and reverberates the oppression mechanisms.
Descrição
Palavras-chave
capitalismo , patriarcado , racismo , urbanização , capitalism , patriarchy , racism , urbanization
Citação