O papel dos parques na sustentabilidade urbana: um estudo do Parque da Aclimação

Imagem de Miniatura
Tipo
Dissertação
Data
2022-02-14
Autores
Corsi, Henrique Politi
Orientador
Abascal, Eunice Helena Sguizzardi
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Membros da banca
Brocaneli, Perola Felipette
Pinato, Tassiane Boreli
Programa
Arquitetura e Urbanismo
Resumo
O objetivo dessa dissertação é analisar de que forma os parques urbanos interagem e impactam a sustentabilidade nas cidades. Para alcançar este objetivo será usado o Parque da Aclimação, localizado na cidade de São Paulo, como estudo de caso. Complementarmente apresenta-se ainda um levantamento dos parques urbanos na cidade de São Paulo. Ao levantar os conceitos de direito ao espaço público, parques urbanos e sustentabilidade urbana, tentou-se verificar se o Parque da Aclimação tem uma influência positiva, negativa ou neutra em dez aspectos da sustentabilidade urbana: (I) Meio Ambiente; (II) Saúde e Qualidade de Vida; (III) Cultura, Educação e Inclusão Social; (IV) Mobilidade; (V) Economia; (VI) Infraestrutura e Serviços; (VII) Governança; (VIII) Segurança; (IX) Planejamento Urbano; e (X) Moradia. Esses indicadores foram elencados tendo como base e referência as pesquisas e estudos de (i) Leite e Tello (2011), (ii) os parâmetros criados pelo Programa Cidades Sustentáveis (PCS, 2021) e pela (iii) City Prosperity Index (CPI) da ONU (2015), bem como (iv) o relatório Sustainable Cities Index da Arcadis Internacional (2016). O que se nota é que em todos os aspectos analisados, o Parque da Aclimação auxilia, direta ou indiretamente, em maior ou menor grau, na melhoria dos indicadores de sustentabilidade urbana.
Descrição
Palavras-chave
parques urbanos , espaço público , Parque da Aclimação , sustentabilidade urbana , indicadores de sustentabilidade urbana
Citação