Compreensão auditiva e desempenho na leitura: um estudo com escolares do ensino fundamental

Imagem de Miniatura
Tipo
Dissertação
Data
2020-08-26
Autores
Mavichian, Helen Cristina de Oliveira
Orientador
Brunoni, Decio
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Membros da banca
Macedo, Elizeu Coutinho de
Mecca, Tatiana Pontrelli
Programa
Distúrbios do Desenvolvimento
Resumo
A linguagem faz parte do cotidiano do ser humano e possibilita a comunicação. Essa habilidade pode ser apreendida desde cedo e sem um ensino formal. A leitura é uma habilidade essencial para o sucesso acadêmico sendo a audição importante na aquisição de leitura e escrita, pois muitas vezes a dificuldade no aprendizado não está diretamente relacionada a alterações na identificação visual das letras, mas sim na decodificação. A aquisição da leitura proporciona a plena compreensão dos conteúdos aprendidos na escola. Diferente da linguagem oral, a linguagem escrita requer aprendizado formal. O sujeito necessita do desenvolvimento de diversas habilidades cognitivas, tais como percepção visual, coordenação visuomotora, vocabulário, compreensão, consciência fonológica, memória de trabalho além de um bom desenvolvimento da linguagem oral, para que o aprendizado da linguagem escrita e o processo de alfabetização sejam bem sucedidos. O presente estudo teve como objetivo geral analisar a correlação das habilidades de compreensão auditiva em relação a leitura em estudantes do 1º ao 5º ano. Participaram do estudo 133 crianças de uma escola particular de São Paulo do 1º ao 5º ano do Ensino Fundamental de ambos os sexos. Foram aplicados os seguintes testes: Inventário de Leitura para o Ensino Fundamental I (ILEF-I) e Teste Token que avalia compreensão por meio de comandos verbais. Foram realizadas análises descritivas, teste de Mann-Whitney e análise de Kruskal-Wallis para verificar diferenças em função do, respectivamente, sexo e ano escolar no desempenho do TOKEN e ILEF. Por fim, análises de correlação foram realizadas para verificar as correlações entre o Token e o ILEF. Os resultados apresentados foram contraditórios, indicando que houve desenvolvimento da habilidade de compreensão auditiva e acurácia na leitura de textos, porém na leitura de palavras isoladas foi apresentado um padrão não linear. Além disso, houve maior número de correlações entre o TOKEN e o ILEF no 4º ano do EF I.
Descrição
Palavras-chave
linguagem oral , linguagem escrita , avaliação
Citação
MAVICHIAN, Helen Cristina de Oliveira. Compreensão auditiva e desempenho na leitura: um estudo com escolares do ensino fundamental. 2020. 48 f. Dissertação (Mestrado em Distúrbios do Desenvolvimento) - Universidade Presbiteriana Mackenzie, São Paulo, 2020.