Show simple item record

dc.creatorAndo, Larissapt_BR
dc.date.accessioned2016-03-15T19:32:53Z
dc.date.accessioned2020-05-28T18:17:37Z
dc.date.available2015-09-04pt_BR
dc.date.available2020-05-28T18:17:37Z
dc.date.issued2015-02-12pt_BR
dc.identifier.citationANDO, Larissa. A percepção dos auditados em relação à auditoria interna em uma instituição financeira. 2015. 101 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Contábeis) - Universidade Presbiteriana Mackenzie, São Paulo, 2015.por
dc.identifier.urihttp://dspace.mackenzie.br/handle/10899/26307
dc.description.abstractFaced with an economic context where the presence of financial institutions is of paramount importance, mainly for ensuring the maintenance of financial services, it is noted that the assistance provided by internal audit to financial institutions have a key role in proper development of them and therefore the very economy as a whole, due to its role of checking that the procedures adopted in relation to standards and internal controls. But is the control characteristic of the internal audit activity, is at fault or pointing the involuntary image of your paper arising from past practices of internal audit supervision and punishment, it is considered the possibility of auditee have fear or other negative feelings associated internal audit which will influence your decision making capability in the company, which indirectly reflected in the relationship between internal audit and the auditee parties and consequently influence the behavior of employees. Given the aforementioned context, the need to check: How the perception of internal audit affect the mood of the auditee? The theoretical framework of this study addressed the objectives and the performance of internal audit, the process of perception and the composition of moods. Methodologically the research was mixed, with quantitative and qualitative approaches. Quantitative data were collected using closed questionnaires, with questions organized into three dimensions: cognitive (what is known about the role of the auditor), affective (feelings associated with the audit situation) and behavioral (the experience that has with auditing situations). The sample consisted of 121 respondents employees of a unit of the Federal Savings Bank. Data were analyzed using descriptive and multivariate statistics. The results showed that the mood of the auditee was related to cognitive, behavioral and affective aspects, obtained by multiple linear regression equation involving the three referenced aspects. Qualitative data showed that in general, as the vision of four internal auditors, there was a change in the perception of the auditee for the internal audit and over the years this image of supervision and punishment in relation to the internal audit, gradually is losing their strength; which reinforced the results of quantitative research, it was shown a balance in the state of mind of the auditee, regardless of the presence of internal audit or the time since the last audit. It was the need of managers, the case study, clarifies the audit programs and the criteria used by the auditors, as they were not clear to auditee, which would contribute to the inter-relationship and collaboration between internal auditors and auditee and accelerate the reduction of significantly surveillance image.eng
dc.formatapplication/pdfpor
dc.languageporpor
dc.publisherUniversidade Presbiteriana Mackenziepor
dc.rightsAcesso Abertopor
dc.subjectauditoria internapor
dc.subjectestado de ânimopor
dc.subjectpercepçãopor
dc.subjectinternal auditeng
dc.subjectstate of mindeng
dc.subjectperceptioneng
dc.titleA percepção dos auditados em relação à auditoria interna em uma instituição financeirapor
dc.typeDissertaçãopor
dc.publisher.departmentCiências Contábeispor
dc.publisher.programControladoria Empresarialpor
dc.publisher.initialsUPMpor
dc.publisher.countryBRpor
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::ADMINISTRACAO::CIENCIAS CONTABEISpor
dc.description.resumoDiante um contexto econômico onde a presença das instituições financeiras é de suma relevância, essencialmente por garantir a manutenção dos serviços financeiros, nota-se que a assessoria prestada pela auditoria interna às instituições financeiras tem um papel primordial no desenvolvimento adequado delas e portanto, da própria economia como um todo, devido ao seu papel de verificar a conformidade dos procedimentos adotados em relação às normas e controles internos. Porém seja pela característica de controle da atividade de auditoria interna, seja pelo apontamento de falhas ou pela imagem involuntária do seu papel advinda das práticas passadas da auditoria interna de fiscalização e punição, considera-se a possibilidade dos auditados terem medo ou outros sentimentos negativos associados à auditoria interna que possam modificar sua capacidade de tomada de decisão na empresa, o que indiretamente se refletem no relacionamento entre a auditoria interna e as partes auditadas e consequentemente, influenciam o comportamento dos colaboradores. Diante do contexto apresentado, surgiu a necessidade de verificar: Como a percepção sobre a auditoria interna afeta o estado de ânimo dos auditados? O referencial teórico deste estudo abordou os objetivos e a atuação da auditoria interna, o processo de percepção e a composição de estados de ânimo. Em termos metodológicos a pesquisa foi mista, com enfoques quantitativo e qualitativo. Os dados quantitativos foram coletados utilizando-se questionários fechados, sendo as questões organizadas em três dimensões: aspectos cognitivos (o que se conhece sobre o papel do auditor), afetivos (sentimentos associados à situação de auditoria) e comportamentais (a experiência que se tem com as situações de auditoria). A amostra foi composta por 121 respondentes funcionários de uma unidade da Caixa Econômica Federal. Os dados foram analisados mediante estatística descritiva e multivariada. Os resultados mostraram que o estado de ânimo dos auditados estava relacionado aos aspectos cognitivos, comportamentais e afetivos, obtido mediante a equação de regressão linear múltipla que envolveu os três aspectos referenciados. Os dados qualitativos apontaram que de forma geral, conforme a visão de quatro auditores internos, houve uma modificação da percepção dos auditados em relação à auditoria interna e ao longo dos anos essa imagem de fiscalização e punição, em relação à auditoria interna, gradativamente está perdendo suas forças; o que reforçaram os resultados obtidos da pesquisa quantitativa, em que foi evidenciado um equilíbrio no estado de ânimo dos auditados, independente da presença da auditoria interna ou do tempo desde a última auditoria. Verificou-se a necessidade dos gestores, do caso estudado, esclarecerem aos auditados os programas das auditorias e os critérios utilizados pelos auditores, pois os mesmos não eram claros aos auditados, o que contribuiria para o inter-relacionamento e colaboração entre auditores internos e auditados, além de acelerar a redução da imagem de fiscalização de forma significativa.por
dc.creator.Latteshttp://lattes.cnpq.br/7570982429639487por
dc.contributor.advisor1Cesar, Ana Maria Roux Valentini Coelhopt_BR
dc.contributor.advisor1Latteshttp://lattes.cnpq.br/0742721719374242por
dc.contributor.referee1Grecco, Marta Cristina Peluciopt_BR
dc.contributor.referee1Latteshttp://lattes.cnpq.br/6428007368512224por
dc.contributor.referee2Imoniana, Joshua Onomept_BR
dc.contributor.referee2Latteshttp://lattes.cnpq.br/2383282388193527por
dc.thumbnail.urlhttp://tede.mackenzie.br/jspui/retrieve/3268/Larissa%20Andoprot.pdf.jpg*
dc.bitstream.urlhttp://tede.mackenzie.br/jspui/bitstream/tede/957/1/Larissa%20Andoprot.pdf


Files in this item

FilesSizeFormatView
Larissa Andoprot.pdf860.4Kbapplication/pdfView/Open

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record