Show simple item record

dc.creatorSilva, Marcelo Carlos dapt_BR
dc.date.accessioned2016-03-15T19:40:02Z
dc.date.accessioned2020-03-19T15:19:59Z
dc.date.available2007-08-14pt_BR
dc.date.available2020-03-19T15:19:59Z
dc.date.issued2007-03-13pt_BR
dc.identifier.citationSILVA, Marcelo Carlos da. Avaliação da competência aritmética em crianças de 1ª e 2ª série do ensino fundamental. 2007. 124 f. Dissertação (Mestrado em Psicologia) - Universidade Presbiteriana Mackenzie, São Paulo, 2007.por
dc.identifier.urihttp://dspace.mackenzie.br/handle/10899/22526
dc.description.abstractNumber understanding and counting, calculation and solution of arithmetic operations presented orally are basic abilities for the arithmetical skills and the learning success. Alterations of these abilities can jeopardized the academic performance of children and also indicate impairments such as acalculia or learning impairments dyscalculia. The objective of the present study was to evaluate the arithmetic abilities of 1st and 2nd grade students from the Basic Education with the Arithmetic Test and to compare the score with the one achieved in the São Paulo´s School Performance Evaluation System (SPSPES). The aim was to verify correlations between the two tests. In the study 240 pupils of 1st and 2nd grade of the Basic Municipal School in São Paulo were evaluated. The test scores were compared between the two grades with the dependent variable: the SPSPES score in two categories based on different correction criteria (Type of Answer and Correct Answers) and the Arithmetic Test score based on correct answers. Results showed better performance of 2nd grade students when compared to the 1st grade students with significant differences in SPSPES and Arithmetic Test for the Correct Answer category. However, there was no difference between the two grades for the Type of Answer Category, proposed by the creators of SPSPES evaluation. To conclude, a positive correlation was found between the two correction categories of SPSPES and Correct Answer of the Arithmetic Test.eng
dc.formatapplication/pdfpor
dc.languageporpor
dc.publisherUniversidade Presbiteriana Mackenziepor
dc.rightsAcesso Embargadopor
dc.subjectavaliaçãopor
dc.subjectmatemáticapor
dc.subjectaritméticapor
dc.subjecttestepor
dc.subjecteducaçãopor
dc.subjectevaluationeng
dc.subjectmathematicseng
dc.subjectarithmeticeng
dc.subjecttesteng
dc.subjecteducationeng
dc.titleAvaliação da competência aritmética em crianças de 1ª e 2ª série do ensino fundamentalpor
dc.typeDissertaçãopor
dc.publisher.departmentPsicologiapor
dc.publisher.programDistúrbios do Desenvolvimentopor
dc.publisher.initialsUPMpor
dc.publisher.countryBRpor
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS HUMANAS::PSICOLOGIApor
dc.description.resumoA compreensão e contagem dos números, o cálculo e a resolução de problemas apresentados verbalmente, são habilidades fundamentais para a competência aritmética e para a escolarização. Alterações nessas habilidades podem comprometer o desempenho acadêmico de crianças e ainda caracterizarem distúrbios como a acalculia e a dificuldades de aprendizagem como a discalculia. O objetivo do presente estudo foi avaliar a competência aritmética dos alunos da 1ª e 2ª série do Ensino Fundamental, comparando as séries na prova do Sistema de Avaliação do Rendimento Escolar de São Paulo (SARESP) e na Prova de Aritmética, verificando a existência de correlações entre as duas provas. Participaram do estudo 240 alunos da 1a e 2a série do Ensino Fundamental de uma escola municipal da cidade de São Paulo. Foram conduzidos testes estatísticos inferenciais para comparação de desempenho entre as duas séries para as seguintes variáveis dependentes: Pontuação na Prova SARESP a partir de dois critérios diferentes de correção (Categoria de Respostas e de Contagem Acertos) e na Prova de Aritmética (Correção por Contagem de Acertos). Resultados mostraram que crianças da 2ª série tenderam a obter desempenho melhor que aquelas da 1ª série, sendo observadas diferenças significativas na Prova de Matemática do SARESP e Aritmética quando foi usado o critério de correção por contagem absoluta. No entanto, as duas séries foram iguais quando o critério de correção adotado na prova SARESP foi a de categorias de respostas propostas pelos seus criadores. Foram observadas correlações positivas significativas entre os dois critérios de correção da SARESP, bem como o de contagem absoluta da Prova de Aritmética.por
dc.creator.Latteshttp://lattes.cnpq.br/3091769159988388por
dc.contributor.advisor1Macedo, Elizeu Coutinho dept_BR
dc.contributor.advisor1Latteshttp://lattes.cnpq.br/0683719309513445por
dc.contributor.referee1Paula, Cristiane Silvestre dept_BR
dc.contributor.referee1Latteshttp://lattes.cnpq.br/8241114701792148por
dc.contributor.referee2Feitosa, Marcelo Duduchipt_BR
dc.contributor.referee2Latteshttp://lattes.cnpq.br/7269686606912444por
dc.thumbnail.urlhttp://tede.mackenzie.br/jspui/retrieve/3691/Marcelo%20Carlos%20da%20Silva.pdf.jpg*
dc.bitstream.urlhttp://tede.mackenzie.br/jspui/bitstream/tede/1604/3/Divulga%C3%A7%C3%A3o%20n%C3%A3o%20autorizada%20pelo%20autor.docx


Files in this item

FilesSizeFormatView

There are no files associated with this item.

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record