Revolução afetiva: o surgimento de um novo ambiente social na cultural ocidental

dc.contributor.advisorFontes, Filipe Costa
dc.contributor.authorSilva, Marcus Aurelio Melo
dc.contributor.refereesFontes, Filipe Costa
dc.date.accessioned2023-01-24T17:56:14Z
dc.date.available2023-01-24T17:56:14Z
dc.date.issued2022-12-07
dc.description.abstractEste trabalho tem como proposta apresentar mudanças ocorridas ao longo dos últimos séculos e que promoveram a emergência de uma nova configuração da ordem sociocultural das sociedades ocidentais. Ele procura mostrar como tais transformações trouxeram à luz um novo indivíduo que passou a se guiar pela busca da autorrealização e da autossatisfação. Isso se deu através de um processo que recebeu a denominação de Revolução Afetiva, e que levou o bem-estar emocional a se tornar o bem máximo pelo qual o homem (pós) moderno organiza todo o seu mapa moral e autentica a sua identidade. O autor pretendeu indicar manifestações dessa revolução na Educação e no Direito, e argumentou que inclusive a religião cristã não ficou imune a essa influência. Após mostrar as razões para tal evento e os prejuízos para as sociedades por ele afetadas, segue-se a uma conclusão, buscando demonstrar que a revolução dos afetos é um desvio na direção estrutural da criação e que, por isso mesmo, carece de restauração, o que deve ser realizado pela atuação dos fiéis servos do Senhor no mundo de Deus, objetivando redimir as afeições humanas, redirecionando-as para o Criador.pt_BR
dc.description.abstractThis work intends to present changes that have occurred over the last few centuries and that have promoted the emergence of a new configuration of the social and cultural order of Western societies. It seeks to show how such transformations brought forth a new individual who began to be guided by the search for self-realization and selfsatisfaction. This happened through a process known as the Affective Revolution, which led emotional well-being to become the ultimate greater good through which the (post) modern man organizes his entire moral compass and authenticates his identity. The author intended to indicate manifestations of this revolution in Education and Law, and argued that even the Christian religion was not immune to this influence. After showing the reasons for such an event and the damage to the societies affected by it, the conclusion seeks to demonstrate that the revolution of affections is a deviation in the structural direction of creation and that, for this very reason, it needs restoration, which must be carried out by the actions of the faithful servants of the Lord in the world of God, aiming to redeem human affections, redirecting them to the Creator.pt_BR
dc.identifier.urihttps://dspace.mackenzie.br/handle/10899/31148
dc.languagept_BRpt_BR
dc.publisher.departmentCentro Presbiteriano de Pós-Graduação Andrew Jumper (CPAJ)pt_BR
dc.rightsAttribution-NonCommercial-NoDerivs 3.0 Brazil*
dc.rights.urihttp://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/3.0/br/*
dc.subjectaspectos da realidadept_BR
dc.subjectambiente socioculturalpt_BR
dc.subjectbem-estar emocionalpt_BR
dc.subjectcampo dos afetospt_BR
dc.subjectrevolução afetivapt_BR
dc.subjectaspects of realitypt_BR
dc.subjectsocial and cultural environmentpt_BR
dc.subjectemotional well-beingpt_BR
dc.subjectfield of affectionspt_BR
dc.subjectaffective revolutionpt_BR
dc.titleRevolução afetiva: o surgimento de um novo ambiente social na cultural ocidentalpt_BR
dc.typeMonografiapt_BR
Arquivos
Pacote Original
Agora exibindo 1 - 1 de 1
Carregando...
Imagem de Miniatura
Nome:
Marcus Aurelio Melo Silva.pdf
Tamanho:
533.99 KB
Formato:
Adobe Portable Document Format
Descrição:
Marcus Aurelio Melo Silva
Licença do Pacote
Agora exibindo 1 - 1 de 1
Carregando...
Imagem de Miniatura
Nome:
license.txt
Tamanho:
1.95 KB
Formato:
Item-specific license agreed upon to submission
Descrição: