Evolução do modelo de negócio: o caso de uma Instituição de Ensino Superior

Carregando...
Imagem de Miniatura
Tipo
Dissertação
Data
2017-02-07
Autores
Marques, Mariana Bonome de Souza
Orientador
Meirelles, Dimária Silva e
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Membros da banca
Zilber, Moisés Ari
Ramos, Carla Sofia Dias Moreira
Programa
Administração de Empresas
Resumo
O crescimento do mercado de ensino superior particular no Brasil foi bastante significativo desde a aprovação da lei de diretrizes e bases para da educação nacional em 1996, porque facilitou a criação de centros universitários e faculdades, tornou mais flexíveis as diretrizes curriculares e permitiu a adoção de outros formatos de processo seletivo para ingresso aos cursos. Tais medidas, aliadas a mudanças no cenário econômico, despertaram um interesse maior dos brasileiros em prosseguir com os estudos após o ensino médio. Este quadro favoreceu a criação e a ampliação de uma série de instituições de ensino superior (IES) particulares em todo o país. A competição entre elas mostra-se acirrada e cada vez mais marcada pela presença de novas organizações de grande porte, bem como pela tradição de organizações mais longevas e pelas dificuldades percebidas no cenário econômico a partir de 2015. Logo, com vistas a superar os concorrentes e a atrair mais alunos, as IES buscam alterar seus modelos de negócio, ou seja, evoluir os componentes de seu sistema de atividades para que continuem sendo capazes de criar, configurar e apropriar valor, que são as três finalidades inerentes a todos os modelos de negócio. O construto modelo de negócio e seu processo evolutivo são objeto de diversas pesquisas, porém ainda não há um consenso geral quanto ao que define modelo de negócio como teoria, nem sobre como acontece seu processo evolutivo. Considerando estas lacunas teóricas e a relevância do ensino superior particular para o Brasil, o presente estudo pretende responder o seguinte problema: como ocorre o processo evolutivo de um modelo de negócio? Amparada pela abordagem processual de Van de Ven (2007), que permite uma perspectiva de observação longitudinal e em profundidade dos eventos, a abordagem empírica ocorreu por meio de um estudo de caso único, visando atender o objetivo geral de desenvolver um modelo para compreensão do processo evolutivo dos modelos de negócio, tendo como referência uma instituição de ensino superior, a Faculdade Paulista de Pesquisa e Ensino Superior (FAPPES). Ao longo do estudo de caso, são identificados os eventos que marcam o processo evolutivo do modelo de negócio desta organização desde a sua fundação; são compreendidos quais incidentes dos ambientes interno e externo que influenciam o processo de evolução de seu modelo de negócio; é compreendido como o tripé de criação, configuração e apropriação, que sustenta o modelo de negócio FAPPES, evolui ao longo do tempo; e são inferidos os caminhos pelos quais se dá o processo evolutivo de um modelo de negócio. As principais contribuições deste estudo estão no modelo conceitual, o qual proveu contribuições relevantes ao construto modelo de negócio e ao processo evolutivo destes modelos. Ademais, o estudo de caso contribuiu com esclarecimentos quanto à evolução de organizações atuantes no mercado do ensino superior particular nacional.
Descrição
Palavras-chave
evolução em modelo de negócio , abordagem de processo , estudo de caso , mercado de ensino superior particular brasileiro , Instituição de Ensino Superior
Citação
MARQUES, Mariana Bonome de Souza. Evolução do modelo de negócio: o caso de uma Instituição de Ensino Superior. 2017. 137 p. Dissertação (Administração de Empresas) - Universidade Presbiteriana Mackenzie, São Paulo.