A discussão sobre sustentabilidade e o desenvolvimento de competências gerenciais nas organizações: investigando de forma cooperativa atores, estruturas, discursos e ações

Carregando...
Imagem de Miniatura
Tipo
Tese
Data
2012-02-09
Autores
Novaes, Marcos Bidart Carneiro de
Orientador
Brunstein, Janette
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Membros da banca
Godoy, Arilda Schmidt
Bataglia, Walter
Jacobi, Pedro Roberto
Gil, Antonio Carlos
Programa
Administração de Empresas
Resumo
A sociedade e o indivíduo vivem um momento em que se temem riscos relacionados à ação do homem e às mudanças climáticas, desde inundações, grandes formes a riscos ligados a novas tecnologias. É neste contexto que emergem preocupações com a sustentabilidade econômica, ambiental e social. Há mais de uma década surge uma abordagem de sustentabilidade chamada de sustentocêntrica . Esta é uma síntese dialética que propõe a superação dos aparentemente irreconciliáveis pontos de vista fundamentados nas visões tecnocêntrica e ecocêntrica . A primeira pregando soluções tecnológicas para os riscos acima e a segunda uma imediata interrupção do desenvolvimento econômico como hoje é concebido. O tema deste trabalho, a discussão sobre a sustentabilidade e o desenvolvimento de competências gerenciais, é um reflexo no nível organizacional destas inúmeras questões que se chocam e complementam. Este é um trabalho em sua essência sobre a gestão humana e social das organizações e sobre as pessoas que nelas se reúnem para trabalhar e cooperar. É um trabalho focado na realidade de gestores, que são conclamados a participar de uma mudança de mentalidade ampla, na qual, não apenas interesses de acionistas são levados em consideração, mas de diferentes stakeholders. Este trabalho se embasa, no plano teórico, nas ideias sociológicas de Giddens (1984, 2009) sobre estrutura e ação, e de Beck (1992, 2007) sobre sociedade de risco. Recorre também às ideias de McKibben (2007) e Söderbaum (2000, 2008) sobre novos pressupostos econômicos, nas concepções interpretativistas sobre desenvolvimento de competências de Sandberg (2000, 2007) e do desenvolvimento expansivo de Engeström (2001). O objetivo da presente pesquisa é investigar de forma cooperativa o desenvolvimento de competências dos gestores em uma organização, ao se introduzir a discussão sobre sustentabilidade nesta mesma organização. Visa, mais especificamente, analisar como a ideia-força da sustentabilidade é compreendida e significada pelos atores corporativos e de que forma a discussão e prática em relação à sustentabilidade altera estes significados e desencadeia ações competentes, ao longo do tempo. O trabalho procura também compreender e problematizar como são negociadas as demandas dos diversos grupos de interesses durante este processo. Como metodologia de pesquisa recorreu-se à investigação-cooperativa, baseada nos trabalhos de Heron (1981, 1996), de Reason (1994, 2003) e de Moreno (1992, 1997). A pesquisa foi conduzida com um grupo de gestores do setor de Hotelaria no Brasil. Como resultados têm-se a descrição densa das contradições, paradoxos, limites e possibilidades de avanços nas reflexões e ações práticas deste grupo de gestores, que se comprometeram a participar de um processo de desenvolvimento de competências para a sustentabilidade numa lógica interpretativa e cooperativa. Neste processo, encontros vivenciais, diálogos reflexivos e trocas de melhores práticas foram pontos-chave. A trajetória da pesquisa permitiu mudanças significativas na forma como estes atores organizacionais passaram a compreender o significado do seu trabalho e dos negócios, em relação à sustentabilidade. O grupo obteve, sobretudo, avanços de ordem prática, envolvendo ações técnico-operacionais de curto e médio alcance, no contexto que a estrutura permitiu. No plano das ações reflexivas e dialógicas, no entanto, surgiram implicações para mudanças e pesquisas futuras, com este ou outros grupos.
Descrição
Palavras-chave
desenvolvimento de competências , sustentabilidade , investigação-cooperativa , gestores , hotelaria , competency development , sustainability , cooperative inquiry , managers , hospitality
Citação