Dificuldade adaptativa em jogo para o ensino da matemática

Carregando...
Imagem de Miniatura
Tipo
Dissertação
Data
2019-02-13
Autores
Mainieri, Bruno Omella
Orientador
Omar, Nizam
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Membros da banca
Braga, Pedro Henrique Cacique
Braga, Juliana Cristina
Programa
Engenharia Elétrica
Resumo
Em 2015, 53,1% dos alunos de terceiro ano do ensino fundamental público brasileiro demonstraram conhecimento inadequado em matemática. O emprego de dificuldade adaptativa em jogos educativos é proposto com a finalidade de manter o desafio da experiência adequado ao nível de habilidade de cada jogador, em constante evolução, a fim de promover engajamento e permitir o aprendizado de matemática, em particular operações aritméticas básicas de adição, subtração e multiplicação, abordadas nesta etapa escolar. Nesta pesquisa foram desenvolvidas duas versões de um jogo para ensino da matemática, uma dotada desta capacidade adaptativa e outra não. O objeto foi implementado com base em definições de características motivadoras e avaliação de algoritmos de aprendizado de máquina, e levado a testes com alunos de terceiro ano do ensino fundamental. Dados deste experimento sugerem que a versão adaptativa provocou maior engajamento nos usuários, contando com tempo de interação 17,9% mais longo que a versão não adaptativa. Com base na análise do desempenho dos jogadores, a versão adaptativa também foi capaz de oferecer desafios mais adequados à habilidade dos usuários.
Descrição
Palavras-chave
dificuldade adaptativa , jogos digitais , jogos educativos , objeto de aprendizagem , aprendizado de máquina
Citação
MAINIERI, Bruno Omella. Dificuldade adaptativa em jogo para o ensino da matemática. 2019. 88 f. Dissertação( Engenharia Elétrica) - Universidade Presbiteriana Mackenzie, São Paulo.