Show simple item record

dc.contributor.advisorBudel, Vinícius Milani
dc.contributor.authorFerreira, Gabriel Zardo
dc.contributor.authorCampelo, Victor Setti
dc.date.accessioned2021-03-25T17:08:58Z
dc.date.available2021-03-25T17:08:58Z
dc.identifier.urihttp://dspace.mackenzie.br/handle/10899/28018
dc.description.abstractRESUMO Introdução: O câncer de mama é um dos principais desafios na saúde pública brasileira. É a neoplasia maligna que mais acomete mulheres no país, excetuando-se os tumores de pele não melanoma, e a que mais mata. A mortalidade possui diferentes padrões de acordo com a faixa etária, normalmente aumentando conforme a idade. O cenário atual de transição da estrutura etária da população paranaense, com rápido crescimento da população idosa, causa impacto direto na epidemiologia dessa doença. O processo de envelhecimento pelo qual passa a população do Paraná e a história natural do câncer de mama justificam a necessidade de análises base populacionais regionais para avaliações epidemiológicas da incidência e mortalidade do câncer de mama. Objetivo: Avaliar, em base populacional, as taxas e a tendência de mortalidade por câncer de mama entre as faixas etárias das mulheres do estado do Paraná de 2000 até 2017. Métodos: Realizou-se um estudo retrospectivo estatístico descritivo de série temporal para analisar, em base populacional, a tendência das taxas de mortalidade por câncer de mama entre as faixas etárias das mulheres do estado do Paraná, no período de 2000 a 2017. As informações sobre mortalidade foram coletadas no Sistema de Informação sobre Mortalidade do Paraná (SIM) e os dados populacionais do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). A análise de tendência das taxas anuais de mortalidade foi realizada através do programa Joinpoint e modelos de regressão linear simples. Resultados: As análises feitas pelo Joinpoint indicaram uma tendência de crescimento entre as mulheres da faixa etária de 25 a 34 anos em todo o período de estudo. A mesma tendência foi observada nas mulheres com idade de 35 a 44 anos, porém num período menor, de 2005 a 2017. Com os modelos de regressão linear, observaram-se os mesmos resultados com relação aos grupos etários de 25 a 34 e 35 a 44 anos. A faixa etária de 65 a 74 anos, no período 2009 a 2017, apresentou tendência crescente com a maior variação percentual média anual nas taxas. Nos demais estratos etários considerados observou-se uma tendência estável das taxas. Conclusão: A faixa etária de 55 a 64 anos registrou o maior número de óbitos por ano durante o período de estudo. Enquanto as taxas mortalidade, a cada 100 mil mulheres, se apresentaram diretamente proporcionais a faixa etária, aumentando conforme a idade, indicativo de maior morbimortalidade da doença em mulheres idosas. Houve tendência de mortalidade crescente, com significância estatística, nas faixas etárias de 25 a 34, 35 a 44 e 65 a 74 anos. As demais foram consideras como tendências estáveis.pt_BR
dc.publisherUniversidade Presbiteriana Mackenziept_BR
dc.rightsAttribution-NonCommercial-NoDerivs 3.0 Brazil*
dc.rights.urihttp://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/3.0/br/*
dc.subjectCâncer de mamapt_BR
dc.subjectMortalidadept_BR
dc.titleEstudo base populacional : tendência de mortalidade por câncer de mama em mulheres no Estado do Paraná de 2000 a 2017pt_BR
dc.typeTCCpt_BR
dc.date.qualified2020


Files in this item

Thumbnail
Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record

Attribution-NonCommercial-NoDerivs 3.0 Brazil
Except where otherwise noted, this item's license is described as Attribution-NonCommercial-NoDerivs 3.0 Brazil