Retórica de ruptura em artigos programáticos das décadas de 1960 e 1970: uma análise pela historiografia da linguística

Imagem de Miniatura
Tipo
Dissertação
Data
2015-05-06
Autores
Godoy, Eliana Vieira
Orientador
Batista, Ronaldo de Oliveira
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Membros da banca
Bastos, Neusa Maria Oliveira Barbosa
Casagrande, Nancy dos Santos
Programa
Letras
Resumo
Esta dissertação propõe um estudo historiográfico que toma como objeto de observação, análise e interpretação artigos programáticos (escritos para divulgar teorias e/ou métodos científicos de uma determinada área) das décadas de 1960 e 1970 escritos por linguistas brasileiros em um período de efervescência da linguística nacional, que começava a ser solidificada a implantação da área no Brasil e o início da formação de uma pluralidade de abordagens e métodos, gerando debates e embates em torno de teorias e formas de pesquisa. O objetivo central deste trabalho é analisar a retórica de ruptura utilizada por linguistas dessa época. Para a dissertação de mestrado, o corpus escolhido são os seguintes artigos programáticos: a) Miriam Lemle: O novo estruturalismo em linguística: Chomsky; b) Geraldo Mattos: A linguística construtural; c) Mattoso Câmara Jr.: O estruturalismo linguístico. O trabalho visa a investigar em que medida retóricas de ruptura se estabeleceram na história da linguística brasileira, tendo em vista a circunscrição de modos discursivos em grupos de especialidade específicos. Para o desenvolvimento da pesquisa foram selecionados, seguindo procedimentos já tradicionais na abordagem historiográfica da pesquisa linguística, parâmetros de análise internos e parâmetros de análise externos. Como referencial teórico privilegiado estão autores como Pierre Swiggers e Konrad Koerner, que contribuíram para a definição da Historiografia Linguística como um campo nos estudos linguísticos, com diretrizes metodológicas e concepções teóricas articuladas a um modo específico de reconstruir e interpretar a história dos estudos sobre a linguagem.
Descrição
Palavras-chave
historiografia linguística , retórica , ruptura , linguística brasileira , linguistics historiography , rhetoric , rupture , Brazilian linguistic
Citação
GODOY, Eliana Vieira. Retórica de ruptura em artigos programáticos das décadas de 1960 e 1970: uma análise pela historiografia da linguística. 2015. 97 f. Dissertação (Mestrado em Letras) - Universidade Presbiteriana Mackenzie, São Paulo, 2015.