Show simple item record

dc.contributor.advisorSoares, Luciano Margotto
dc.contributor.authorGomieri, Gabriela Estefam Lima
dc.date.accessioned2019-12-19T17:28:01Z
dc.date.available2019-12-19T17:28:01Z
dc.date.issued6-06-13
dc.identifier.urihttp://dspace.mackenzie.br/handle/10899/21108
dc.description.abstractO primeiro esclarecimento que deve ser feito é sobre o termo “labirinto”. De acordo com Kern (1982), a palavra parece ter origem grega e se refere a um edifício com incontáveis paredes, como o palácio de Knossos, na ilha de Creta, lugar tido como cenário para o mito do Minotauro. Kern aborda a questão do mito afirmando: “No labirinto, um não se perde; No labirinto, um se encontra; No labirinto, um não confronta o Minotauro; No labirinto, um confronta a si mesmo” (a).
dc.languagept_BR
dc.publisherUniversidade Presbiteriana Mackenzie
dc.subjectarquitetura
dc.subjectensaio
dc.subjectlabirinto
dc.titleAcerca do labirinto; para além do labirinto; ensaio sobre o labirinto
dc.typeTCC
local.publisher.departmentFaculdade de Arquitetura e Urbanismo (FAU)


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record