Show simple item record

dc.contributor.advisorMoreira, Adilson José
dc.contributor.authorCastro, Mainara Massuella Alves Lemes de
dc.date.accessioned2019-10-01T12:27:48Z
dc.date.available2019-10-01T12:27:48Z
dc.identifier.urihttp://dspace.mackenzie.br/handle/10899/20147
dc.description.abstractNo contexto histórico brasileiro, às mulheres reservou-se uma posição de desprestígio, mais ainda quando se tratam de mulheres já submetidas ao sistema prisional brasileiro. Abordar o assunto de egressas é, inevitavelmente, tratar de mulheres negras e subjugadas à marginalização. A partir deste estudo, pretendemos contribuir com o debate e as reflexões sobre teorias da discriminação, sobretudo aquelas que justificam a dificuldade de reinserção de ex-presidiárias no mercado de trabalho. Para isso, adotamos como metodologia a pesquisa sobre a constitucionalidade do background check realizado por empresas antes da contratação. As análises preliminares revelaram que o racismo institucional é fator que contribui diretamente com a exclusão social de egressas após serem submetidas ao cárcere, sendo reflexo da segregação racial perpetuada por quase 388 anos de escravidão.pt_BR
dc.formatTextopt_BR
dc.languagept_BRpt_BR
dc.publisherUniversidade Presbiteriana Mackenziept_BR
dc.subjectmulherespt_BR
dc.subjectmercado de trabalhopt_BR
dc.subjectreinserção socialpt_BR
dc.subjectracismo institucionalpt_BR
dc.titleReinserção de ex-presidiárias no mercado de trabalho sob à ótica das teorias da discriminaçãopt_BR
dc.typeTCCpt_BR
dc.contributor.refereesAndrade, Bruna Soares Angotti Batista de
dc.contributor.refereesHenriquez, Simone
dc.publisher.departmentFaculdade de Direito (FD)pt_BR
dc.publisher.initialsUPMpt_BR
dc.publisher.countryBrasilpt_BR
dc.date.qualified2019-06-10


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record