Intervenção em funções executivas para desenvolvimento da atenção, habilidades acadêmicas e autorregulação comportamental em sala de aula como ação preventiva para problemas escolares nos transtornos do neurodesenvolvimento

Imagem de Miniatura
Tipo
Projeto de Pesquisa
Data
2016-05-09
Autores
Seabra, Alessandra Gotuzo
Orientador
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Membros da banca
Programa
Resumo
Os transtornos do neurodesenvolvimento são um grupo de condições que se manifestam precocemente durante o período de desenvolvimento, predominantemente antes do período de ingresso da criança na escola e são caracterizados por prejuízos diversos que comprometem esferas ocupacionais, pessoais, sociais e acadêmicas. Algumas das habilidades compreendidas nas chamadas funções executivas são a capacidade de inibição de respostas ou autocontrole, controle discriminativo de respostas frente estímulos distratores e autorregulação com destaque em aspectos emocionais e motivacionais. Alterações das funções executivas estão presentes em diversos transtornos, tais como o Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade Transtornos da Aprendizagem (tais como a dislexia e a discalculia), transtornos disruptivos do comportamento (Transtorno de Conduta, Transtorno Desafiador-Opositivo) e Transtornos do Espectro do Autismo. As funções executivas constituem, portanto, um déficit cognitivo comum a diversos quadros, além de se relacionar a sucesso acadêmico e realização profissional. Logo, intervenções em funções executivas podem auxiliar tanto a crianças com tais transtornos como crianças não acometidas por transtornos mentais. Nesse contexto, o objetivo do projeto foi verificar os efeitos de um programa de intervenção em funções executivas (PIAFEx) sobre o desempenho cognitivo, habilidades acadêmicas e comportamento. Para tanto foram conduzidos dois estudos. O Estudo 1 teve como objetivo verificar a eficácia da intervenção sobre funções executivas em alunos de Ensino Infantil e Fundamental, comparando o efeito quando apenas o professor oferece o treinamento e quando professores e pais o fazem. Já o Estudo 2 teve como objetivo implementar programa de intervenção em funções executivas (PIAFEx) junto a alunos de 1º a 5º anos do Ensino Fundamental, analisando os efeitos sobre inteligência, funções executivas e problemas de comportamento.
Descrição
Palavras-chave
transtornos do neurodesenvolvimento , intervenção , funções executivas , autorregulação , intervenção precoce , capacitação de professores , atenção
Citação