Das políticas ambientais e urbanas às intervenções: conflitos, desafios e possibilidades para áreas protegidas no meio urbano.

Imagem de Miniatura
Tipo
Projeto de Pesquisa
Data
2014-04-01
Autores
Alvim, Angelica A Tanus Benatti
Orientador
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Membros da banca
Programa
Resumo
Em caráter amplo, esta pesquisa tem como objetivo geral discutir as possibilidades, os limites e os desafios da integração das políticas ambientais às políticas urbanas no Brasil, associadas às possibilidades de intervenções em áreas protegidas. Os objetivos Específicos são: - Verificar em que medida os instrumentos ambientais, particularmente as legislações específicas elaboradas para as sub-bacias do Guarapiranga (2006) e da Billings (2009) articulam-se às políticas urbanas do conjunto de seus municípios, com destaque para os Planos Diretores vigentes. - Verificar se os instrumentos urbanísticos, particularmente os planos diretores introduzem uma forma de ocupação do solo que considere a realidade urbana e habitacional e que contemplem modelos de ocupação menos impactantes ao meio ambiente. - Verificar se são previstas parcerias entre os municípios e organismos locais na resolução de conflitos urbanos e ambientais comuns à escala da bacia e da sub-bacia e na elaboração de projetos de ação em áreas degradadas. - Identificar e analisar casos que ilustrem possibilidades de intervenções locais, à luz desse processo, que possam contribuir efetivamente para a recuperação das áreas de proteção dos mananciais, considerando as preexistências urbanas, ou seja, as especificidades locais, as características dos habitantes e suas dinâmicas socioeconômicas e, ao mesmo tempo, os princípios das novas legislações ambientais.
Descrição
Palavras-chave
política urbana , política ambiental , área de proteção dos mananciais , região metropolitana de são paulo , assentamentos precários , projetos urbanos
Citação