Efeitos do consumo de Kefir sobre fatores de risco para Doença Cardiovascular

Carregando...
Imagem de Miniatura
Tipo
TCC
Data
2018-12
Autores
Rojas, Bruna Corrêa
Orientador
Pereira, Isabela Rosier Olimpio
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Membros da banca
Programa
Resumo
As doenças cardiovasculares (DCV) são consideradas mudanças no funcionamento do sistema cardíaco. Há relatos na literatura científica da relação entre alterações da microbiota intestinal com DCV e SM. A microbiota intestinal é composta por uma variedade de microorganismos que tem como principal função proteger a região contra bactérias consideradas patogênicas. O kefir (ou quefir) são grãos compostos por microorganismos imobilizados em uma matriz proteica e polissacarídea, onde diversas espécies de bactérias e leveduras coexistem de forma simbiótica, que ao adicionar leite ou água com açúcar iniciam um processo de fermentação produzindo compostos bioativos. As propriedades benéficas do kefir são resultado de três mecanismos: os microrganismos, metabólitos gerados e produtos da fermentação. O presente trabalho tem como propósito avaliar os efeitos do consumo de kefir sobre fatores de risco para doenças cardiovasculares, tais elas, fatores relacionados a glicemia e diabetes, lipídeos plasmáticos e pressão arterial e circulação cardiovascular, e seu consequente benefício para a saúde a partir da revisão de estudos clínicos de intervenção realizados em humanos e animais. Esta revisão analisou dezesseis artigos, porém predominantemente foram encontrados estudos com animais e apenas dois eram com humanos dentro dos critérios estabelecidos. Os resultados e as evidências apresentadas tanto em animais como em humanos são promissoras em relação à funcionalidade do kefir para proteger o organismo contra fatores de risco para DCV, entretanto são necessários mais estudos realizados em humanos. A revisão concluiu que é evidente que os probióticos não substituem terapias farmacológicas, porém podem ser alternativas não-farmacológicas consideráveis quando relacionadas com práticas mais convencionais na redução do risco de doenças crônicas.
Cardiovascular diseases (CD) are considered changes in the cardiac system functioning. There are reports on scientific literature about the relation between CD intestinal microbiota alterations whose main function is to protect the region against bacteria which are considered pathogenic. Kefir are grains composed by microorganisms which are immobilized in a protein and polysaccharide matrix, where a diversity of bacteria and yeasts coexist in a symbiotic way. When milk or water and sugar are added a bio active fermentation process is triggered. The beneficial properties of kefir are a result of a three mechanisms: microorganisms, generated metabolites and and fermentation products. The present project aims at evaluating the effects of the ingestion of kefir over risk factors in cardiovascular diseases, such as, factors related to glicemia and diabetes, plasmatic lipideos and blood pressure and vascular circulation and it’s consequent benefit for health by reviewing clinical intervention studies in human beings and animals. This review analyzes sixteen articles, and predominantly studies with animals were found. Only two of them were with human beings and followed the established criteria. Results and evidences presented both in humans and animals are promising in relation to the functionality of kefir in order to protect the body against risk factors to CD. However, more studies in humans are necessary. The review concluded that it is evident that probiotics don’t substitute pharmacological therapies, but may be considerable non-pharmacological alternatives when related to more conventional ones reducing the risks of chronically diseases.
Descrição
Palavras-chave
kefir , doença cardiovascular , fatores de risco , probiótico , glicemia , diabetes , hipertensão , perfil lipídico , cardiovascular disease , risk factors , probiotics , hypertension , lipidic profile
Citação