Benzedeiras no sistema oficial de saúde do Ceará: relações entre religosidade e medicina popular

Imagem de Miniatura
Tipo
Dissertação
Data
2009-08-17
Autores
Costa, Elizabeth Parente
Orientador
Pereira, João Baptista Borges
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Membros da banca
Bitun, Ricardo
Santos, Jose Francisco Fernandes Quirino dos
Programa
Ciências da Religião
Resumo
O presente trabalho visa estudar a prática da medicina popular em um centro rural, ou melhor, não - urbanizado, na cidade de Sobral, CE, digamos que uma mescla de zona rural e urbana, pelo fato da região ter posto de saúde e parte dela ser asfaltada. Pegamos como fonte de pesquisa dois bairros: Terrenos Novos e Sumaré, onde notamos a forte presença de mulheres que usam conceitos tradicionais e religiosos no tratamento da desnutrição, hanseníase e tuberculose. Patologias muito freqüentes em comunidades precárias de saneamento básico e com baixo nível de escolaridade. Esse conceito tradicional e religioso é transmitido por mulheres que recebem a graça divina e passa por meio de orações, seja em crianças ou em adultos, estas são as benzedeiras. Essas mulheres que exercem a medicina popular, por meio da religiosidade foram inclusas no PSF (Programa de Saúde da Família), como ANFS (Agentes Não Formais de Saúde), o município provocou a auto-estimulação da cultura local como forma de prevenção das doenças.
Descrição
Palavras-chave
benzedeiras , medicina popular , catolicismo popular , sanctifiers , popular medicine , popular catholicism
Citação