Show simple item record

dc.contributor.advisorPincinato, Éder de Carvalho
dc.contributor.authorHoffmann, Bruna Carolina Petry
dc.date.accessioned2019-11-04T12:20:32Z
dc.date.available2019-11-04T12:20:32Z
dc.date.issued2018-12
dc.identifier.urihttp://dspace.mackenzie.br/handle/10899/20847
dc.description.abstractA Doença Inflamatória Intestinal (DII) é uma denominação genérica utilizada para descrever um conjunto de doenças que afetam o trato gastrointestinal através do desencadeamento de uma cascata de reações inflamatórias que culminam em uma resposta imunitária exacerbada. Os principais objetivos do tratamento da doença de Crohn (DC) e da retocolite ulcerativa idiopática (RCU) são o controle dos sintomas, o equilíbrio nutricional, a melhora da qualidade de vida e mais recentemente o conceito de remissão endoscópica com cicatrização da mucosa. Porém, a terapêutica da DII pode tornar-se complexa, principalmente com o surgimento das novas estratégias terapêuticas, por isso é imprescindível um maior acompanhamento destes pacientes de modo a garantir a eficácia e segurança do tratamento e uma otimização da adesão à terapêutica. Desta forma, este trabalho tem por objetivo realizar um levantamento bibliográfico com o intuito de informar sobre os mecanismos fisiopatológicos da doença, assim como os tratamentos indicados para correta orientação e acompanhamento farmacoterapêutico dos pacientes. De acordo com a análise dos artigos selecionados, observou-se que os medicamentos atuam no bloqueio ou ativação de diferentes células, receptores e mediadores participantes da cascata inflamatória visando à interrupção da inflamação e a remissão da doença. O tratamento convencional se baseia no acréscimo de drogas cada vez mais potentes, porém com mais possibilidades de eventos adversos, conforme a resposta insuficiente na etapa anterior. Os eventos adversos das medicações e a necessidade de um tratamento contínuo mesmo em indivíduos assintomáticos devem ser pontos bem esclarecidos para garantir a adesão adequada ao tratamento proposto. Deste modo, o farmacêutico adquire um papel principal no desempenho destas funções, tornando-se no profissional de saúde com mais habilidades para acompanhar, gerir e responsabilizar-se pela terapêutica dos pacientes com DII.
dc.description.abstractInflammatory Bowel Disease (IBD) is a generic term used to describe a set of pathologies that affect the gastrointestinal tract by triggering a cascade of inflammatory reactions that culminate in an exacerbated immune response. The main objectives of the treatment of Crohn's disease (CD) and idiopathic ulcerative colitis (RCU) are the control of symptoms, nutritional balance, improvement of quality of life and, more recently, the concept of endoscopic remission with mucosal healing. The drugs act in the blockade or activation of different cells, receptors and mediators participating in the inflammatory cascade aiming at the interruption of inflammation and the remission of the disease. Conventional treatment is based on the addition of increasingly potent drugs, but with more possibilities of side effects, according to the insufficient response in the previous stage. The side effects of medications and the need for continued treatment even in asymptomatic individuals should be clarified points to ensure adequate adherence to the proposed treatment. The treatment of IBD can become complex, especially with the emergence of new therapeutic strategies, so it is essential to follow these patients more closely in order to guarantee the efficacy and safety of treatment and optimization of adherence to therapy. In this way, the pharmacist plays a major role in the performance of these functions, becoming the health professional with more capabilities to monitor, manage and take responsibility for the treatment of patients with IBD.
dc.languagept_BR
dc.publisherUniversidade Presbiteriana Mackenzie
dc.subjectretocolite ulcerativa
dc.subjectaspectos psicossociais
dc.subjecttratamento medicamentoso
dc.subjectadesão e atenção farmacêutica
dc.subjectulcerative colitis
dc.subjectpsychosocial aspects
dc.subjectdrug treatment
dc.subjectadherence and pharmaceutical care
dc.titleSintomas psicossociais, tratamento e adesão em retocolite ulcerativa
dc.typeTCC
local.publisher.departmentCentro de Ciências Biológicas e da Saúde (CCBS)


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record