Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://dspace.mackenzie.br/handle/10899/19836
Tipo do documento: Projeto de Pesquisa
Título: A determinação da taxa de câmbio de longo prazo, um enfoque baseado em produtividades.
Autor: Basso, Leonardo Fernando Cruz
Resumo: EO projeto consistiu da produção de dois artigos sobre teorias de taxa de câmbio ( que foram incorporados ao relatório completo). O primeiro artigo examina o comportamento da taxa de câmbio no longo prazo sobre a perspectiva do modelo da paridade do poder de compra ou purchasing power parity theory (PPP) desenvolvido empiricamente por Cassel e o segundo artigo testa o modelo proposto por Basso oriundo do referencial clássico ( Smith, Ricardo, Marx), que enfatiza preços e produtividades para determinar a taxa de câmbio. Para testar os modelos, foram utilizadas as variáveis: a) índice de preço ao consumidor (IPC) b) índice de preço de valor agregado c) índice de preços da produção bruta A base de dados utilizada foi a EU KLEMS. Examina-se o comportamento da taxa de câmbio para três países no período de 1977 a 2006, com frequência anual, utilizando os testes de cointegração de Johansen, os testes de raiz unitária de Dickey e Fuller e Phillips-Perron, os modelos de VAR (vetores autorregressivos) e VEC (vetores autorregressivos com correção de erro). Foi feito um experimento em pseudo-tempo real, utilizando-se metade da amostra de dados para a modelagem e a outra para comparação das projeções dos modelos. Todas projeções foram testadas pelo Model-Confidence-Set, que escolheu os modelos mais eficientes. Aceitando a argumentação de Milton Friedman que uma teoria econômica consistente precisa ser passível de realizar previsões testamos o poder preditivo das duas teorias. Averígua-se que a PPP só foi corroborada para um índice de preço e para um par de países, sendo assim descartamos o segundo passo para esta teoria, qual seja, o poder preditivo. Na abordagem de Basso encontrou-se cointegração para cinco modelos do par de países Reino Unido - Estados Unidos, apresentando capacidade para prever a taxa de câmbio de longo prazo, não permitindo ainda generalizar o novo modelo para todos os pares de países.
Palavras-chave: enfoque de produtividades para determinação do cam;  enfoque câmbio-salários;  enfoque monetário para determinação do câmbio;  paridade do poder de compra;  produtividade do capital;  produtividade do trabalho;  produtividade total dos fatores;  trabalho direto;  trabalho indireto
Instituição: Instituto Presbiteriano Mackenzie
Departamento: CCSA
URI: http://dspace.mackenzie.br/handle/10899/19836
Data de defesa: 28-Mar-2017
Aparece nas coleções:Projetos de Pesquisa

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
4321_2014_0_6.pdf1.38 MBAdobe PDFBaixar/Abrir


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.