Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://dspace.mackenzie.br/handle/10899/14580
Tipo do documento: Projeto de Pesquisa
Título: Projetos urbanos na américa latina: critérios qualitativos e indicadores - parte ii
Autor: Abasc, Eunice Helena Sguizzardi
Resumo: Esta pesquisa é uma continuidade de uma primeira parte, PROJETOS URBANOS NA AMÉRICA LATINA: CRITÉRIOS QUALITATIVOS E INDICADORES Parte I.O objetivo geral da pesquisa foi elaborar um quadro analítico de critérios definidores de Projeto Urbano (PU), reconhecendo seu significado complexo. A partir dessa matriz, prosseguiu-se analisando uma base empírica, ao estudar casos brasileiros e latino-americanos dessa modalidade de intervenção urbana, enfocando o Bairro do Recife: Porto Digital e Operação Urbana Porto Novo, a Operação Urbana Porto Maravilha no Rio de Janeiro, o Bairro Universitário (BUS) de Santiago do Chile e o Plano e Projeto Calama Plus (Calama, Chile). A base empírica de quatro casos se justifica pelo interesse de conhecer a prática e a problemática do Projeto Urbano em cidades latino-americanas, neste caso, na área central de Santiago a sudoeste (triângulo de formação) e na cidade nortenha de Calama, no deserto de Atacama, região de Antofagasta, no Chile, e no Brasil. A partir da exploração criteriosa de referências bibliográficas recorrentes sobre o tema Projeto Urbano, investigadas no recorte de 1990 a 2014, procurou-se definir critérios qualitativos formadores de um instrumento de análise, aplicável a estudos de caso dessa prática urbanística. Foram elaborados instrumentos - atributos e variáveis qualitativas, para definir Projeto Urbano, não perdendo de vista sua contingência e historicidade, e para verificar o conflito instaurado entre concepção, discurso e praxis em intervenções dessa natureza. O método elaborado procurou constituir-se em uma baliza para analisar de forma crítica Projetos Urbanos, de maneira a identificar se os casos selecionados incorporam ou não tais critérios, como definem prioridades e quais são elas, seus valores e premissas específicas, e se alcançam impactos e efeitos diversos, no quanto à dinâmica socioeconômica transformadora e especificidades dos territórios que visam desenvolver. Espera-se, com a elaboração desse método, definir com rigor Projeto Urbano, elab dessa prática urbanística, bem como viabilizar a aplicação dessas variáveis e conceitos como instrumento metodológico, a casos empíricos selecionados. O ideário urbanístico se fundamentou por alcançar novos patamares de desenvolvimento em cidades estimuladas para o exercício de vocações econômico-sociais e atividades, fruto de planos, diretores ou estratégicos e projetos urbanos. trata-se de estudar como esses paradigmas vem se adequando às novas exigências frente ao desenvolvimento sustentável, através de planos e projetos apoiando-se na indução do espaço urbano a se transformar por meio de processos e técnicas da ciência do urbanismo. Demonstram-se os avanços realizados até o presente momento e as necessidades para a sua continuidade.
Palavras-chave: projeto urbano;  relação plano e projeto;  projeto e meio ambiente;  metodologia de análise e produção projeto urbano
Instituição: Instituto Presbiteriano Mackenzie
Departamento: Faculdade de Arquitetura e Urbanismo Mackenzie
URI: http://dspace.mackenzie.br/handle/10899/14580
Data de defesa: 20-Abr-2016
Aparece nas coleções:Projetos de Pesquisa

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
4421_2014_0_4.pdf17.1 MBUnknownBaixar/Abrir


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.