Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://dspace.mackenzie.br/handle/10899/14487
Tipo do documento: Projeto de Pesquisa
Título: --análise da intereção de pseudoboemitas glucantime® visando o obtenção de nanosistemas para liberação controlada de drogas--
Autor: Jr, Antonio Hortencio Munhoz
Resumo: A utilização de fármacos na forma de complexos incorporados a matrizes poliméricas pode levar a um controle adequado na absorção gastrointestinal quando administrados por via oral. Como conseqüência, existe a possibilidade de obtenção de uma ação gradual através de progressiva liberação do fármaco, aumentando desta forma sua eficiência e reduzindo a dose e a toxicidade. Estudos prévios demonstram que a pseudoboemita obtida a partir de reagentes de alta pureza ou sob ação de radiação ionizante possui propriedades interessantes para interagir com diferentes moléculas. Sendo a pseudoboemita obtida via polimerização inorgânica de baixo custo, moléculas com diferentes características físico-químicas podem ser incorporadas a este suporte de pureza elevada e, a estrutura formada poderá ser avaliada como sistema de liberação de fármacos. Para se traçar um perfil da influência das propriedades físico-químicas de uma molécula no processo de interação com pseudoboemita, escolheu-se um fármaco com atividade farmacológica reconhecida. Busca-se também ressaltar a importância da pseudoboemita como transportador de fármacos, servindo inclusive, como precursor de novos sistemas terapêuticos. Os ensaios preliminares mostraram um efeito muito positivo na interação da pseudoboemita com o fármaco aciclovir aumentando a solubilidade do mesmo com a adição da pseudoboemita. Portanto, o presente trabalho visa: a) Desenvolvimento de pseudoboemita obtida pelo processo sol-gel para a preparação de nanopartículas com o intuito de avaliar sua viabilidade como sistema de liberação de fármacos; b) Avaliar a capacidade de interação e possível sinergismo de glucantime® com a pseudoboemita. c) Estudar a adsorção do fármaco na pseudoboemita e avaliar o perfil de dissolução do sistema formado, correlacionando os dados obtidos in vitro com a biodisponibilidade do fármaco estudado. Estes dados podem sugerir a utilização de pseudoboemita como sistema de liberação de fármacos. Os sistemas de liberação controlada de fármacos drug delivery systems , oferecem muitas vantagens quando comparados a dosagem convencional de fármacos. Por outro lado, a pseudoboemita pode ser produzida pelo processo sol-gel com uma elevada área específica e alta pureza. A utilização de pseudoboemitas como excipiente farmacêutico será uma inovação para a administração de fármacos.
Palavras-chave: sol-gel;  pseudoboemita;  fármacos;  liberação controlada;  glucantime
Instituição: Instituto Presbiteriano Mackenzie
Departamento: Engenharia de Materiais - Escola de Engenharia
URI: http://dspace.mackenzie.br/handle/10899/14487
Data de defesa: 3-Mai-2012
Aparece nas coleções:Projetos de Pesquisa

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
2325_2009_0_1.pdf12.86 MBUnknownBaixar/Abrir


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.