Mulheres, discurso jornalístico e política: um estudo sociodiscursivo

Imagem de Miniatura
Tipo
Dissertação
Data
2019-11-28
Autores
Fernandes, Sofia Finguermann e
Orientador
Brito, Regina Helena Pires de
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Membros da banca
Barros, Diana Luz Pessoa de
Bridi, Marlise Vaz
Programa
Letras
Resumo
Em uma perspectiva interdisciplinar dos estudos discursivos, esta dissertação propõe discutir a representação de figuras femininas pela mídia tradicional brasileira, em especial no que tange à atuação de mulheres na esfera pública. Para tanto, foram selecionadas reportagens de capa protagonizadas por mulheres em publicações da revista IstoÉ, veiculadas durante o ano de 2018. Para o desenvolvimento das análises, são aproximados os conceitos bakhtinianos àqueles propostos pela semiótica discursiva de linha francesa, em suas convergências, objetivando investigar, em primeiro momento, as relações dialógicas que compõem cada texto, bem como o contexto sócio-histórico no qual cada discurso está inserido e as implicações que isso carrega; em seguida, a partir da semiótica plástica, objetiva-se estudar as relações simbólicas e semissimbólicas que constroem os efeitos de sentido de cada capa. Desta maneira, este estudo reflete a construção discursiva de mulheres brasileiras pela mídia atual, avaliando como essa concepção, muitas vezes carregada de estigmas e estereótipos, corrobora com o afastamento do gênero feminino às variadas esferas de poder.
Descrição
Palavras-chave
dialogismo , semiótica plástica , verbo-visualidade , inequidade de gênero
Citação
FERNANDES, Sofia Finguermann e. Mulheres, discurso jornalístico e política: um estudo sociodiscursivo. 2019. 98 f. Dissertação (Letras) - Universidade Presbiteriana Mackenzie, São Paulo, 2019.