Show simple item record

dc.contributor.advisorMacedo, Elizeu Coutinho de
dc.contributor.authorRosa, Alexandre Tadeu Faé
dc.date.accessioned2016-11-28T12:06:42Z
dc.date.accessioned2020-05-28T18:09:19Z
dc.date.available2020-05-28T18:09:19Z
dc.date.issued2016-08-16
dc.identifier.citationROSA, Alexandre Tadeu Faé. Análise do padrão dos movimentos oculares em tarefas de leitura: relações entre processamento lexical, sintático e semântico. 2016. 123 f. Tese( Distúrbios do Desenvolvimento) - Universidade Presbiteriana Mackenzie, São Paulo .
dc.identifier.urihttp://dspace.mackenzie.br/handle/10899/24535
dc.description.abstractDiscourse, in all its modalities, is constituted based upon a certain hierarchy of different linguistic levels. The meaning of a linguistic element is always expressed in the relationship triggered by two or more elements which, however belonging to different levels, acquire a link. In this manner, through a hierarchy of dependence, diverse levels distinguish themselves via the logical mechanisms of implications. This doctorate thesis aims at showing the results of behavioural and eye tracking data during the reading of three different levels: (a) the lexical level which was studied with a lexical decision task in which behavioural data was correlated to the pattern of eye movements in the reading of words, non-words and pseudowords; (b) the syntactic level which was investigated with the reading of correct sentences (CS), sentences with the exchange of word order (WO) and sentences with concordance inversions (CI); (c) the semantic level, studied through sentences which can either be ambiguous or not. Behavioural data in the lexical decision test show that reaction time is higher to words than to non-words and pseudowords. The same pattern is present in the efficiency index in the task. Correctness are higher to non-words than to words and pseudowords. Data obtained from eye movements showed that words have higher fixation times than non-words, but pseudowords are not statistically different. The number of fixations is higher to pseudowords than to words and to pseudowords than to non-words. In the syntactic decision task, behavioural data show that there is no statistical significance for reaction time. Correct sentences are the ones which have a greater number correct hits, followed by sentences with word order inversion and sentences with concordance inversions, respectively. CS show higher efficiency index than CI and WW is also higher than CI. According to eye movements data, there is no difference in the number of fixations. However, time of fixation for CS is higher than for CI and for WW. CI and WW are not statistically different. For the semantic awareness task, behavioural data show that ambiguous sentences are read faster than sentences which have the action related to the object, but not for sentences whose the action is related to the subject. Eye movements data show that ambiguous sentences present a correlation between average number of fixations and reading time. For subject related sentences, the number of fixations is lower than for the ambiguous sentences and for object related sentences. However, the average fixation time is higher. Object related sentences present an average number of fixations lower than ambiguous sentences, but the average fixations time is higher. The part of the sentence related to the subject in ambiguous sentences present a correlation between number and time of fixation. The higher the number of fixation, the higher the time dedicated to these fixations. Subject related sentences present an average time of fixation which is similar to the ambiguous sentences, but the number of fixations is lower. For object related sentences, the number of fixations is lower than for the ambiguous sentences and time of reading is higher. The object of ambiguous sentences present a negative correlation between the number and time of fixation. The higher the number of fixation, the lower the time for fixation. Subject related sentences present a fixation time lower than the time of ambiguous sentences, but they present a similar number of fixations. For subject related sentences, the number of fixations is similar to the number of fixations of object related sentences, although the former present a lower time of fixations. When it comes to the reading of the subsequent sentence, ambiguous sentences present a negative correlation between the number and time of fixations. The higher the number of fixations, the lower the time. For subject related sentences, the subsequent sentence presents a number of fixations which is similar for the subsequent sentences in the ambiguous stimulus. Finally, for the subsequent sentence of object related sentences, the number of fixations is higher than the number of fixations in the subject related stimulus and lower than the ambiguous stimulus, but the time of fixation is higher than in the other two types of sentences.
dc.description.abstractO discurso, em todas suas acepções, é constituído com base em uma determinada hierarquização entre diferentes níveis linguísticos. A significação de um elemento linguístico sempre se manifesta na relação formada por dois ou mais elementos que, embora pertençam a níveis diferentes, contraem uma ligação. Dessa forma, através de uma hierarquia de dependências, diferentes níveis distinguem-se através de mecanismos lógicos de implicações. Esta tese de doutorado teve por objetivo o estudo de dados comportamentais e do padrão de movimentos oculares durante a leitura em três diferentes níveis: (a) o nível lexical que foi pesquisado utilizando-se uma prova de decisão lexical na qual os dados comportamentais foram correlacionados ao padrão de movimentos oculares na leitura de palavras, quase-palavras e pseudopalavras; (b) o nível sintático que foi investigado por meio da leitura de sentenças corretas (SC), sentenças com inversão de ordem de palavras (IO) e sentenças com inversão mórfica (IM); (c) o nível semântico, estudado por meio de sentenças que apresentam interpretação ambígua. Os dados comportamentais da prova de decisão lexical apontam que o tempo de reação é maior para palavras do que pseudopalavras e quase-palavras. O mesmo padrão aparece no índice de eficiência para a prova. Os acertos são maiores para quase-palavras do que para palavras e pseudopalavras. Com relação aos dados de movimentos oculares, palavras têm um tempo de fixação maior do que as quase-palavras, mas as pseudopalavras não são estatisticamente diferentes. O número de fixações é maior para as pseudopalavras quando comparado às palavras e maior para as pseudopalavras do que para as quase-palavras. Na prova de consciência sintática, os resultados comportamentais demonstram que não há significância estatística na medida do tempo de reação. O número de acertos, porém, apresenta efeito significativo sendo que as SC apresentam maior número de acertos, seguidas das sentenças do tipo IO e do tipo IO, respectivamente. O índice e eficiência apresenta efeito significativo sendo que SC é maior que IM e IO é também maior que IM. Com relação aos dados de movimentos oculares, não há diferença no número de fixações. No entanto, o tempo de fixação para SC é maior do que para IM e para IO. IM e IO não são estatisticamente diferentes. Na prova de consciência semântica, os dados comportamentais indicam que as frases ambíguas têm tempo de reação maior do que frases remáticas, mas não quando são comparadas temáticas. Os acertos e o índice de eficiência não apresentam diferenças estatísticas. Dados de movimentos oculares demonstram que nas frases temáticas, o número de fixações é menor do que nas frases remáticas e nas ambíguas. O tempo médio das fixações é maior para ambíguas quando comparadas às frases temáticas e remáticas, respectivamente. As frases remáticas apresentam um número médio de fixações menor do que as frases ambíguas, mas o tempo médio de fixação é maior. Verifica-se que na porção temática das frases ambíguas, quanto maior o número de fixações, maior o tempo dedicado às fixações. As frases temáticas recebem um tempo de fixação similar ao das frases ambíguas, mas apresentam um número de fixações menor do que elas. Já as frases remáticas apresentam um número de fixações menor do que as frases ambíguas e um tempo também mais elevado. A porção remática das frases ambíguas apresenta uma correlação negativa entre o número de fixações e o tempo de fixações. Quanto maior o número de fixações nesta porção, menor o tempo dedicado às fixações. As frases temáticas recebem um tempo de fixação menor que o das frases ambíguas, mas apresentam um número de fixações similar. Já as frases remáticas apresentam um número de fixações similar ao número de fixações das frases temáticas, mas com um tempo de fixação menor do que elas. No caso da leitura da sentença subsequente, as frases ambíguas apresentam uma correlação negativa entre o número de fixações e o tempo de fixações. Quanto maior o número de fixações nesta porção, menor o tempo dedicado às fixações. Nas frases temáticas, a sentença subsequente recebe um número de fixações igual ao número de fixações na sentença subsequente das frases ambíguas, mas apresentam tempo igual às primeiras. Já as frases subsequentes dos estímulos remáticos apresentam um número de fixações mais elevado do que o número de fixações nos estímulos temáticos e menor do que nos estímulos ambíguos, mas o tempo de fixação é relativamente maior do que nos outros dois casos.
dc.description.sponsorshipCoordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior
dc.formatapplication/pdf
dc.languagepor
dc.publisherUniversidade Presbiteriana Mackenzie
dc.rightsAcesso Aberto
dc.rights.urihttp://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/
dc.subjectleitura
dc.subjectmovimentos oculares
dc.subjectdecisão lexical
dc.subjectsintaxe
dc.subjectsemântica
dc.titleAnálise do padrão dos movimentos oculares em tarefas de leitura: relações entre processamento lexical, sintático e semântico
dc.typeTese
dc.subject.cnpqCNPQ::LINGUISTICA, LETRAS E ARTES::LINGUISTICA::PSICOLINGUISTICA
dc.subject.cnpqCNPQ::LINGUISTICA, LETRAS E ARTES::LINGUISTICA
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::FONOAUDIOLOGIA
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::MEDICINA
dc.subject.cnpqCNPQ::LINGUISTICA, LETRAS E ARTES::LETRAS
dc.creator.Latteshttp://lattes.cnpq.br/9477692710220451
dc.contributor.advisor1Latteshttp://lattes.cnpq.br/0683719309513445
dc.thumbnail.urlhttp://tede.mackenzie.br/jspui/retrieve/11889/Alexandre%20Tadeu%20Fa%c3%a9%20Rosa.pdf.jpg
dc.keywordsreading
dc.keywordseye movements
dc.keywordslexical decision
dc.keywordssyntax
dc.keywordssemantics
local.contributor.board1Boggio, Paulo Sérgio
local.contributor.board1Latteshttp://lattes.cnpq.br/0659408656635728
local.contributor.board2Seabra, Alessandra Gotuzo
local.contributor.board2Latteshttp://lattes.cnpq.br/7828325860191703
local.publisher.countryBrasil
local.publisher.departmentCentro de Ciências Biológicas e da Saúde (CCBS)
local.publisher.initialsUPM
local.publisher.programDistúrbios do Desenvolvimento
local.contributor.board3Navas, Ana Luiza Gomes Pinto
local.contributor.board4Lukasova, Katerina
local.contributor.board3Latteshttp://lattes.cnpq.br/0754347427711718
local.contributor.board4Latteshttp://lattes.cnpq.br/7551030326740647


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record

Acesso Aberto
Except where otherwise noted, this item's license is described as Acesso Aberto