Show simple item record

dc.creatorSavelli, Andrea Décourt
dc.date.accessioned2020-04-11T21:31:51Z
dc.date.accessioned2020-05-28T18:04:37Z
dc.date.available2020-05-28T18:04:37Z
dc.date.issued2019-02-14
dc.identifier.citationSAVELLI, Andrea Décourt. A influência da governança corporativa na estrutura de capital e no desempenho financeiro das companhias brasileiras de capital aberto. 2019. 81 f. Dissertação (Mestrado em Administração de Empresas) - Universidade Presbiteriana Mackenzie, São Paulo, 2019.por
dc.identifier.urihttp://dspace.mackenzie.br/handle/10899/23674
dc.description.abstractThis paper investigates the relationship between corporate governance (CG) in the capital structure and financial performance of non-financial companies listed in the Brazilian index (IBrX-50) between 2010 and 2017. For this purpose, a review of the literature on corporate governance and capital structure and the collection of necessary data in the Bloomberg, Capital IQ and Economática database was done, which were included in the Stata software. After analyzing 14 models (3 regressions with static panel data and fixed effects and 11 regressions with static panel data and random effects), we can see that the most relevant CG variables are ownership concentration, percentage of independent directors on the board and the dual presence of the CEO. The results evince that the ownweship concentration variable shows a negative relation with the company's performance and positive for the indebtedness, as well as indicates that a higher percentage of independent directors is positively related to a higher indebtedness. The results for CEO dual presence in relation to leverage are mixed and suggest that duality improves performance, which is contrary to expectations. The control variables that present statistical significance are: size, age of incorporation (only for the fixed effect panel and in relation to the performance variables), sales growth (only in relation to leverage variables) and current ratio (in relation to the leverage variables).eng
dc.formatapplication/pdf*
dc.languageporpor
dc.publisherUniversidade Presbiteriana Mackenziepor
dc.rightsAcesso Abertopor
dc.rights.urihttp://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/
dc.subjectgovernança corporativapor
dc.subjectendividamentopor
dc.subjectestrutura de capitalpor
dc.subjectdesempenho financeiropor
dc.titleA influência da governança corporativa na estrutura de capital e no desempenho financeiro das companhias brasileiras de capital abertopor
dc.typeDissertaçãopor
dc.publisher.departmentCentro de Ciências Sociais e Aplicadas (CCSA)por
dc.publisher.programAdministração de Empresaspor
dc.publisher.initialsUPMpor
dc.publisher.countryBrasilpor
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::ADMINISTRACAO::ADMINISTRACAO DE EMPRESASpor
dc.description.resumoO presente trabalho investiga a relação da governança corporativa (GC) na estrutura de capital e no desempenho financeiro das empresas não financeiras listadas no índice Brasil (IBrX-50) entre os anos de 2010 e 2017. Para isso foi realizada uma revisão da literatura sobre governança corporativa e estrutura de capital e a coleta dos dados necessários no banco de dados da Bloomberg, Capital IQ e Economática, os quais foram inseridos no software Stata. Após a análise de 14 modelos (3 regressões com dados em painel estático e efeitos fixos e 11 regressões com dados em painel estático e efeitos aleatórios), verifica-se que as variáveis de GC que mais se destacam são as de concentração de propriedade, de porcentagem de conselheiros independentes no conselho e a presença de dualidade do CEO. Os resultados apontam que a variável de concentração de propriedade apresenta uma relação negativa com o desempenho da empresa e positiva para o endividamento, assim como indica que uma porcentagem maior de conselheiros independentes está positivamente relacionada a um maior endividamento. Os resultados para a presença de dualidade do CEO em relação à alavancagem são mistos e sugerem que a dualidade melhora o desempenho, o que contraria o esperado. As variáveis de controle que apresentam significância estatística são: tamanho, idade de constituição da empresa (apenas para o painel de efeito fixo e em relação às variáveis de desempenho), crescimento das vendas (em relação às variáveis de alavancagem) e liquidez corrente (em relação às variáveis de alavancagem).por
dc.creator.Latteshttp://lattes.cnpq.br/8398584393583930por
dc.contributor.advisor1Hadad Junior, Eli
dc.contributor.advisor1Latteshttp://lattes.cnpq.br/2030318390506756por
dc.contributor.referee1Nakamura, Wilson Toshiro
dc.contributor.referee2Silva, Edison Simoni da
dc.bitstream.urlhttp://tede.mackenzie.br/jspui/bitstream/tede/4227/5/ANDREA%20DECOURT%20SAVELLI.pdf
dc.keywordscorporate governanceeng
dc.keywordsindebtednesseng
dc.keywordscapital structureeng
dc.keywordsfinancial performanceeng


Files in this item

FilesSizeFormatView

There are no files associated with this item.

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record

Acesso Aberto
Except where otherwise noted, this item's license is described as Acesso Aberto