Show simple item record

dc.creatorCastro, Paula Pamplona dept_BR
dc.date.accessioned2016-03-15T19:26:12Z
dc.date.accessioned2020-05-28T18:04:02Z
dc.date.available2014-05-23pt_BR
dc.date.available2020-05-28T18:04:02Z
dc.date.issued2013-12-19pt_BR
dc.identifier.citationCASTRO, Paula Pamplona de. Um estudo sobre experiência de inclusão e felicidade no trabalho. 2013. 145 f. Dissertação (Mestrado em Administração) - Universidade Presbiteriana Mackenzie, São Paulo, 2013.por
dc.identifier.urihttp://dspace.mackenzie.br/handle/10899/23454
dc.description.abstractThe themes happiness and inclusion has become extremely valuable in a heterogeneous society like Brazil. Through quantitative analysis and inferring a possible relationship between experience of inclusion and happiness at work, this study was designed to answer the following research problem: What is the relationship between experience of inclusion and happiness at work? The general objective was to examine the relationship between experience of inclusion and happiness at work. The specific objectives were analyze if the experience of inclusion has greater impact on eudemonic aspects of happiness than on hedonic aspects, and analyze if the experience of inclusion and happiness at work differ by sex, race/color, age, religion, sexual orientation, hierarchical level, salary range and time in the working group. To achieve the proposed objectives, two questionnaires were used: the Scale of Experience of Inclusion and the Scale of Well-Being at Work. For research purposes, two samples were collected, and by descriptive statistics, linear regression and analysis of variance, the results were achieved. There was a moderate correlation between experience of inclusion and the factors of positive affect and realization/expressiveness, and moderate negative correlation between experience of inclusion and the negative affect. Moreover, the importance of individual and environmental characteristics for individuals fell more included and happier at work was observed. This study sought to contribute to the advancement of the concept of inclusion, in that it sought to clarify the role of the variable happiness at work in the theoretical model of the experience of inclusion. It also enabled contribute to the importance of promoting inclusion in the workplace so that there is happiness, since the latter concept, according some studies, appear to be antecedent of the performance and effectiveness in organizations.eng
dc.description.sponsorshipInstituto Presbiteriano Mackenziept_BR
dc.formatapplication/pdfpor
dc.languageporpor
dc.publisherUniversidade Presbiteriana Mackenziepor
dc.rightsAcesso Abertopor
dc.subjectinclusão no trabalhopor
dc.subjectafeto no trabalhopor
dc.subjectrealização no trabalhopor
dc.subjectinclusion at workeng
dc.subjectaffect at workeng
dc.subjectfulfillment at workeng
dc.titleUm estudo sobre experiência de inclusão e felicidade no trabalhopor
dc.typeDissertaçãopor
dc.publisher.departmentAdministraçãopor
dc.publisher.programAdministração de Empresaspor
dc.publisher.initialsUPMpor
dc.publisher.countryBRpor
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::ADMINISTRACAO::ADMINISTRACAO DE EMPRESASpor
dc.description.resumoOs temas felicidade e inclusão tem se tornado extremamente preciosos em uma sociedade heterogênea como o Brasil. Por meio de análises quantitativas e inferindo uma possível relação entre experiência de inclusão e a felicidade no trabalho, este estudo propôs-se a responder o seguinte problema de pesquisa: Qual é a relação existente entre Experiência de Inclusão e Felicidade no Trabalho? Teve por objetivo geral analisar a relação entre Experiência de Inclusão e Felicidade no Trabalho. Apresentou, por objetivos específicos, analisar se a experiência de inclusão tem maior impacto sobre os aspectos eudaimônicos da felicidade do que sobre os aspectos hedônicos, e analisar se a experiência de inclusão e felicidade no trabalho diferem por sexo, raça/cor, idade, religião, orientação sexual, nível hierárquico, faixa salarial e tempo no grupo de trabalho. Para alcançar os objetivos propostos, foram utilizados dois questionários: a Escala de Experiência de Inclusão e a Escala de Bem-Estar no Trabalho. Para o estudo realizado, foram utilizadas duas amostras e, por meio de estatística descritiva, regressão linear simples e análises de variância, os resultados foram alcançados. Houve correlação positiva moderada entre experiência de inclusão e os fatores afeto positivo e realização/expressividade, e correlação negativa moderada entre experiência de inclusão e afeto negativo. Além disso, foi observada a importância de características individuais e ambientais para os indivíduos sentirem-se mais incluídos e serem mais felizes no ambiente de trabalho. Este estudo procurou contribuir para o avanço do conceito de inclusão, na medida em que procurou explicitar o papel da variável felicidade no trabalho no modelo teórico da experiência de inclusão. Além disso, permitiu contribuir na identificação da importância de promoção de inclusão no ambiente de trabalho para que haja felicidade, uma vez que este último conceito, segundo alguns estudos, parece ser antecedente ao desempenho e efetividade nas organizações.por
dc.creator.Latteshttp://lattes.cnpq.br/7417202483043672por
dc.contributor.advisor1Hanashiro, Darcy Mitiko Moript_BR
dc.contributor.advisor1Latteshttp://lattes.cnpq.br/8193396073610884por
dc.contributor.referee1Domenico, Silvia Marcia Russi dept_BR
dc.contributor.referee1Latteshttp://lattes.cnpq.br/8337097124162117por
dc.contributor.referee2Paschoal, Tatianept_BR
dc.contributor.referee2Latteshttp://lattes.cnpq.br/7344827007871828por
dc.thumbnail.urlhttp://tede.mackenzie.br/jspui/retrieve/2780/Paula%20Pamplona%20de%20Castro.pdf.jpg*
dc.bitstream.urlhttp://tede.mackenzie.br/jspui/bitstream/tede/625/1/Paula%20Pamplona%20de%20Castro.pdf


Files in this item

FilesSizeFormatView

There are no files associated with this item.

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record