Show simple item record

dc.contributor.advisorPaula, Cristiane Silvestre de
dc.contributor.authorSilva, Maria Fernanda da Costa e
dc.date.accessioned2017-04-10T15:19:30Z
dc.date.accessioned2020-03-19T15:20:34Z
dc.date.available2020-03-19T15:20:34Z
dc.date.issued2017-02-21
dc.identifier.citationSILVA, Maria Fernanda da Costa e. Avaliação da implementação em um serviço de saúde mental do protocolo PROTEA-R para identificação precoce dos transtornos do espectro autista. 2017. 53 f. Dissertação( Distúrbios do Desenvolvimento) - Universidade Presbiteriana Mackenzie, São Paulo.
dc.identifier.urihttp://dspace.mackenzie.br/handle/10899/22723
dc.description.abstractO Transtorno do Espectro Autista (TEA) refere-se a uma condição neurodesenvolvimental, com um quadro clínico caracterizado por déficits persistentes na comunicação e interação social, pela presença de padrões repetitivos e restritos de comportamentos, interesses e/ou atividades. Esses sinais estão presentes desde o início da infância e limitam ou prejudicam o funcionamento diário. Este estudo tem como objetivo avaliar e implementar uma capacitação de profissionais da saúde segundo o Protocolo de Avaliação para Crianças com suspeita de Transtorno do Espectro Autista, PROTEA-R. Participaram do estudo 24 profissionais da equipe multidisciplinar pertencente a Unidade de Referência em Transtorno do Espectro Autista do Centro de Atenção Integrada à Saúde Mental (CAISM). O estudo foi dividido em quatro fases: 1ª fase (Pré): Neste momento, foi avaliado o nível de habilidades e competências que os profissionais do CAISM tinham em relação às áreas de comprometimento do TEA, que são avaliadas no protocolo PROTEA-R; 2ª fase (Capacitação do PROTEA-R): Capacitação dos profissionais que participaram do pré-teste para a utilização do PROTEA-R com 8 horas de duração; 3ª fase (Pós): Nesta fase foi reavaliado o nível de habilidades e competências que os profissionais do CAISM tinham em relação às áreas de comprometimento do TEA, que são avaliadas no protocolo PROTEA-R; 4ª fase de follow-up: Esta fase foi realizada um ano após a capacitação e foi realizada para testar a estabilidade do conhecimento adquirido na fase pós-capacitação. Na presente pesquisa, 99% dos profissionais avaliaram o protocolo PROTEA-R como um instrumento muito relevante para avaliação diagnóstica de TEA e 90% avaliaram o protocolo como um excelente instrumento. De forma geral, não houve diferenças estatisticamente significativas nas fases pré e pós-capacitação e follow-up. Apesar de não ter alcançado o resultado esperado com melhora no desempenho dos profissionais treinados, acredita-se que, se houvesse mais tempo para os profissionais pontuarem nas três fases do estudo e se o protocolo fosse aplicado como é feito na prática, os profissionais teriam pontuado com um olhar multidisciplinar, e os resultados poderiam ser satisfatórios.
dc.description.abstractThe Autism Spectrum Disorder (ASD) refer to a condition neurodevelopmental with a clinical aspects characterised by persistents comunication and social interation deficits, with repetitive and limited behaviour, interests and activities pattern. These symptons are presented since the childhood beginning and limite and prejudice the daily workings. The objective of this research is to enable health professionals according to the Behavioral Assessment Protocol for Children referred for a possible Autism Spectrum Disorder (PROTEA-R) and testing of this capacity. Twenty four professionals of the multidisciplinary team of CAISM attended this research. This research was divided in four stages. Stage 1 (Pre): PROTEA-R protocal application scoring in ASD suspect children. In this stage the level of abilities and capacities that CAISM professionals had, related to the compromised areas of ASD contained in the PROTEA-R, were valuated. Stage 2 (PROTEA-R training) The training of the professionals that attended to the pre-test of the PROTEA-R use. It was accomplish 7 an eight hours training. Stage 3 (Post) Scoring of PROTEA-R protocol application in children with ASD suspicion. In this stage the CAISM professionals abilities and capacities level, was reevaluated, related to the compromised areas of ASD contained in the PROTEA-R. Stage 4 (Follow-up) After one year of the training the stage 4 was accomplish to test the knowledge stability obtained in the stage post training. In the present research 99% of the professionals considered the PROTEA-R protocol as a very relevant tool for ASD diagnoses and 90% considered the Protocol as an excellent tool. In general the training was well accepted and well evaluated by the CAISM professionals, with over 90% considered the training excellent. In general didn’t happened expressive statistic differences in the stages Pre, Post training and Follow-up. Despite the expected result hadn’t been achieved with the improvement of the trained professionals performance, we believe that if the professionals have had more time for scoring in the three stages of the research and if the protocol was applied as done in practice, the professionals have had scored with a multidisciplinary eye, and the results would be satisfactory.
dc.formatapplication/pdf
dc.languagepor
dc.publisherUniversidade Presbiteriana Mackenzie
dc.rightsAcesso Aberto
dc.rights.urihttp://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/
dc.subjectcapacitação
dc.subjectprofissionais da saúde
dc.subjecttranstorno do espectro autista
dc.titleAvaliação da implementação em um serviço de saúde mental do protocolo PROTEA-R para identificação precoce dos transtornos do espectro autista
dc.typeDissertação
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS HUMANAS::EDUCACAO
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS HUMANAS::PSICOLOGIA::PSICOLOGIA COGNITIVA
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS HUMANAS::EDUCACAO::ENSINO-APRENDIZAGEM
dc.contributor.advisor-co1Teixeira, Maria Cristina Triguero Veloz
dc.contributor.advisor-co1Latteshttp://lattes.cnpq.br/1500695593391363
dc.creator.Latteshttp://lattes.cnpq.br/4881693887800617
dc.contributor.advisor1Latteshttp://lattes.cnpq.br/8241114701792148
dc.thumbnail.urlhttp://tede.mackenzie.br/jspui/retrieve/14009/Maria%20Fernanda%20da%20Costa%20e%20Silva.pdf.jpg
dc.keywordstraining
dc.keywordshealth profissional
dc.keywordsautism spectrum disorder
local.contributor.board1Carreiro, Luiz Renato Rodrigues
local.contributor.board1Latteshttp://lattes.cnpq.br/0203967709311323
local.contributor.board2Bosa, Cleonice Alves
local.contributor.board2Latteshttp://lattes.cnpq.br/1600286489835864
local.publisher.countryBrasil
local.publisher.departmentCentro de Ciências Biológicas e da Saúde (CCBS)
local.publisher.initialsUPM
local.publisher.programDistúrbios do Desenvolvimento


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record

Acesso Aberto
Except where otherwise noted, this item's license is described as Acesso Aberto