Show simple item record

dc.creatorCosta, Milena Luchetta dapt_BR
dc.date.accessioned2016-04-18T21:11:08Z
dc.date.accessioned2020-03-19T15:20:28Z
dc.date.available2009-02-26pt_BR
dc.date.available2020-03-19T15:20:28Z
dc.date.issued2008-12-17pt_BR
dc.identifier.citationCOSTA, Milena Luchetta da. Função motora grossa, habilidades funcionais e fenótipo comportamental de crianças com paralisia cerebral. 2008. 110 f. Dissertação (Mestrado em Psicologia) - Universidade Presbiteriana Mackenzie, São Paulo, 2008.por
dc.identifier.urihttp://dspace.mackenzie.br/handle/10899/22680
dc.description.abstractCerebral Palsy is defined as a group of disorders of movement and posture, non progressive but often changeable, caused by a lesion of the immature brain. The objectives of this study were: to quantify the gross motor function of children with cerebral palsy; to classify the children according to gross motor function level; to assess the functional abilities and the level of child care assistance needed; to draw the children behavioral profile; to identify the children general reasoning capacity and possible correlation between the studied variables. The sample was constituted of 30 children aged between 6 and 11 years and 11 months, who receive treatment at Associação de Reabilitação Infantil Limeirense and at "Casas André Luiz", in Guarulhos-SP, and their respective parents or responsible. The following data collection instruments were applied: a semi-structured questionnaire about the gestational conditions, labor and birth; Gross Motor Function Classification System, to classify the sample according to the clinical features severity; Gross Motor Function Measure, for assessment of the gross motor function and the Pediatric Evaluation of Disability Inventory Brazilian Version (PEDI) for evaluation of functional abilities. A child behavioral assessment was performed with the Child Behavior Checklist Brazilian Version (CBCL/6-18) and applied the Test of Nonverbal Intelligence (TONI-3) with the aim of measuring the nonverbal cognitive abilities. The results had shown a significant correlation between motor function and functional abilities in the areas of self care and mobility. The most frequent comorbidities found were prematurity and epilepsy, although only epilepsy seems to influence the functional performance. In the behavioral assessment, disturbs were found in these areas: activities and social participation, social problems and aggressive behavior. It was also found internalizing, externalizing and anxiety problems. It was possible to conclude that physical independence and the presence of epilepsy were important predictors for the involvement in daily life activities of the children and that diagnosis and treatment of behavioral problems must be early treated avoiding any complications and interference in other developmental areas. It is very important the psychological participation on these patients follow up with their parents/family, as well as preventive measures like acting on environment changing conditions in order to improve the behaviors which are considered problematic, aiming also to the improvement of quality of life for the family and the child.eng
dc.description.sponsorshipFundo Mackenzie de Pesquisapt_BR
dc.formatapplication/pdfpor
dc.languageporpor
dc.publisherUniversidade Presbiteriana Mackenziepor
dc.rightsAcesso Abertopor
dc.subjectfunção motora grossapor
dc.subjectportador de paralisia cerebralpor
dc.titleFunção motora grossa, habilidades funcionais e fenótipo comportamental de crianças com paralisia cerebralpor
dc.typeDissertaçãopor
dc.publisher.departmentPsicologiapor
dc.publisher.programDistúrbios do Desenvolvimentopor
dc.publisher.initialsUPMpor
dc.publisher.countryBRpor
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS HUMANAS::PSICOLOGIApor
dc.description.resumoParalisia cerebral é definida como um grupo de desordens do movimento e da postura, de caráter não-progressivo, porém mutável, causada por uma lesão no cérebro imaturo. O presente trabalho teve como objetivos: quantificar a função motora grossa de crianças com paralisia cerebral; classificar as crianças segundo o nível de função motora grossa; avaliar as habilidades funcionais e o nível de assistência do cuidador requerida pelas crianças; traçar o perfil comportamental das crianças; identificar a capacidade de raciocínio geral das crianças e identificar possíveis correlações entre as variáveis estudadas. A amostra foi composta por 30 crianças com paralisia cerebral, com idades entre seis e 11 anos e 11 meses, que recebem tratamento na Associação de Reabilitação Infantil Limeirense e nas "Casas André Luiz" de Guarulhos-SP, e seus respectivos pais ou responsáveis. Foram utilizados os seguintes instrumentos de coleta dos dados: um questionário semi-estruturado abordando questões relativas às condições de gestação, de parto e de nascimento; Gross Motor Function Classification System para classificação da amostra pela gravidade do quadro clínico; Gross Motor Function Measure para a medição da função motora grossa e o PEDI - Inventário de Avaliação Pediátrica de Incapacidade para a avaliação das habilidades funcionais. Foi realizada uma avaliação comportamental da criança mediante o uso da versão brasileira do Child Behavior Checklist 6-18 (CBCL/6-18) e aplicado o Teste de Inteligência Não-Verbal TONI-3 com o objetivo de medir as habilidades de raciocínio não verbal. Os resultados apontaram para correlação estatisticamente significativa entre função motora e as habilidades funcionais nas áreas de autocuidado e mobilidade. As comorbidades mais freqüentes foram a epilepsia e prematuridade, porém apenas a epilepsia parece influenciar o desempenho funcional. Na avaliação comportamental foram encontradas alterações no domínio de participação em atividades e participação social, problemas sociais e comportamento agressivo. Também foram encontrados problemas internalizantes, problemas externalizantes e problemas de ansiedade. Pode-se concluir que a independência física e a presença de epilepsia foram preditores importantes na variável envolvimento em situação da vida diária das crianças e, diagnóstico e o tratamento dos problemas de comportamento devem ser precoces para que o quadro não se agrave e interfira em outras áreas do desenvolvimento. É imperativa a atuação psicológica no acompanhamento destes pacientes junto a familiares e/ou cuidadores, bem como medidas de caráter preventivo: atuação no manejo de condições ambientais para poder propiciar uma melhora dos comportamentos considerados problema, visando, também o aumento da qualidade de vida de familiares e da própria criança.por
dc.creator.Latteshttp://lattes.cnpq.br/4124821515432295por
dc.contributor.advisor1Teixeira, Maria Cristina Triguero Velozpt_BR
dc.contributor.advisor1Latteshttp://lattes.cnpq.br/1500695593391363por
dc.contributor.referee1Bertolla, Márcia Helena da Silva Melopt_BR
dc.contributor.referee1Latteshttp://lattes.cnpq.br/9056547581744982por
dc.contributor.referee2Assis, Silvana Maria Blascovi dept_BR
dc.contributor.referee2Latteshttp://lattes.cnpq.br/6553900966729412por
dc.thumbnail.urlhttp://tede.mackenzie.br/jspui/retrieve/10368/Milena%20Luchetta%20da%20Costa1.pdf.jpg*
dc.thumbnail.urlhttp://tede.mackenzie.br/jspui/retrieve/10369/Milena%20Luchetta%20da%20Costa2.pdf.jpg*
dc.thumbnail.urlhttp://tede.mackenzie.br/jspui/retrieve/10370/Milena%20Luchetta%20da%20Costa3.pdf.jpg*
dc.thumbnail.urlhttp://tede.mackenzie.br/jspui/retrieve/10371/Milena%20Luchetta%20da%20Costa4.pdf.jpg*
dc.bitstream.urlhttp://tede.mackenzie.br/jspui/bitstream/tede/2680/1/Milena%20Luchetta%20da%20Costa1.pdf
dc.bitstream.urlhttp://tede.mackenzie.br/jspui/bitstream/tede/2680/2/Milena%20Luchetta%20da%20Costa2.pdf
dc.bitstream.urlhttp://tede.mackenzie.br/jspui/bitstream/tede/2680/3/Milena%20Luchetta%20da%20Costa3.pdf
dc.bitstream.urlhttp://tede.mackenzie.br/jspui/bitstream/tede/2680/4/Milena%20Luchetta%20da%20Costa4.pdf


Files in this item

FilesSizeFormatView

There are no files associated with this item.

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record