Reinserção de ex-presidiárias no mercado de trabalho sob à ótica das teorias da discriminação

Imagem de Miniatura
Tipo
TCC
Data
2019-06-10
Autores
Castro, Mainara Massuella Alves Lemes de
Orientador
Moreira, Adilson José
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Membros da banca
Programa
Resumo
No contexto histórico brasileiro, às mulheres reservou-se uma posição de desprestígio, mais ainda quando se tratam de mulheres já submetidas ao sistema prisional brasileiro. Abordar o assunto de egressas é, inevitavelmente, tratar de mulheres negras e subjugadas à marginalização. A partir deste estudo, pretendemos contribuir com o debate e as reflexões sobre teorias da discriminação, sobretudo aquelas que justificam a dificuldade de reinserção de ex-presidiárias no mercado de trabalho. Para isso, adotamos como metodologia a pesquisa sobre a constitucionalidade do background check realizado por empresas antes da contratação. As análises preliminares revelaram que o racismo institucional é fator que contribui diretamente com a exclusão social de egressas após serem submetidas ao cárcere, sendo reflexo da segregação racial perpetuada por quase 388 anos de escravidão.
Descrição
Palavras-chave
mulheres , mercado de trabalho , reinserção social , racismo institucional
Citação