Show simple item record

dc.creatorSanches, João Luiz Jardimpt_BR
dc.date.accessioned2016-03-15T19:32:27Z
dc.date.accessioned2020-05-28T18:17:21Z
dc.date.available2012-01-18pt_BR
dc.date.available2020-05-28T18:17:21Z
dc.date.issued2011-08-02pt_BR
dc.identifier.urihttp://dspace.mackenzie.br/handle/10899/26229
dc.description.abstractIn this work, an exploratory analysis of performance measurement procedures in Information Technology (IT), among Higher Education Institutions (HEI) was done, using a content analysis technique as in Perez (2006).With a view to generate knowledge that is applicable to an economic segment, avoiding the risks of wide ranging research, yet resulting inconclusive for certain segments (CHENHALL, 2006), we opted for the Higher Education Institutions.Our first goal was to identify a few characteristics of those processes, revealing which stage of management control they were at. Our second goal was to detect possible gaps between the practices contemplated in this study and some of the concepts that are preached by the academy. In order to pursue these goals, there were moments during the analysis of the results, in which it became necessary to search for theories such as the Järvenpää (2007) study, in which one departs from the results moving towards the correct connection with the literature. Besides categorizing and analyzing results, the framework proposed by Ferreira and Otley (2009) was used as a reference to compare the current performance control stages identified in IT. The results show a poorly developed stage in the use of management control tools to control performance. The influence of external factors which are not yet absorbed by the controllerships was noticed, mainly related to learning through community practices. It was possible to verify validation of the contingency approach (MERCHANT, 1984;CHENHALL, 2006; FERREIRA, OTLEY, 2009), by which external factors combined with the organization stages culminate in the adoption of the control procedures in use. The results suggest that the current process of performance measurement procedure can be explained in part by the detachment from the Controllership area, suggesting that this area does not play a determining role within the organization, evidencing gaps related to the academic literature.The distance between strategic planning and IT management can also be in part an explanatory factor of the phenomena presented in HEI B, C, and D. The HEI of case A displayed a peculiar form, when compared to the others. It shows a more controlled and developed environment, in accordance with a more modern management control anticipated by the Ferreira and Otley (2009) framework.eng
dc.description.sponsorshipFundo Mackenzie de Pesquisapt_BR
dc.formatapplication/pdfpor
dc.languageporpor
dc.publisherUniversidade Presbiteriana Mackenziepor
dc.rightsAcesso Abertopor
dc.subjectmedição de desempenhopor
dc.subjectindicadores de desempenhopor
dc.subjectcontrole gerencialpor
dc.subjecttecnologia da informaçãopor
dc.subjectinstituições de ensino superiorpor
dc.subjectperformance measurement procedureeng
dc.subjectperformance indicatorseng
dc.subjectmanagement controleng
dc.subjectinformation technologyeng
dc.subjecthigher education institutionseng
dc.titleMedição de desempenho organizacional de TI: um estudo exploratório em IESpor
dc.typeDissertaçãopor
dc.publisher.departmentCiências Contábeispor
dc.publisher.programControladoria Empresarialpor
dc.publisher.initialsUPMpor
dc.publisher.countryBRpor
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::ADMINISTRACAO::ADMINISTRACAO PUBLICA::CONTABILIDADE E FINANCAS PUBLICASpor
dc.description.resumoNeste trabalho, foi feita a análise de como se dá a mensuração de desempenho da área de Tecnologia da Informação (TI) em Instituições de Ensino Superior (IES), de forma exploratória, utilizando-se a técnica de análise de conteúdo, conforme feito por Perez (2006).No intuito de gerar conhecimento aplicável a um segmento econômico e evitar os riscos de pesquisas abrangentes, porém gerando resultados inconclusivos para determinados segmentos (CHENHALL, 2006), optou-se pelo segmento de Instituições de Ensino Superior (IES). O primeiro objetivo do trabalho foi trazer à tona algumas características da medição de desempenho, revelando em qual estágio de controle gerencial se encontram tais ambientes. O segundo objetivo foi detectar possíveis distâncias entre as práticas ora estudadas e alguns conceitos apregoados pela Academia. Para perseguir esses objetivos, por vezes, durante a análise dos resultados, foi necessário buscar a teoria tal qual o estudo de Järvenpää (2007),segundo o qual, de forma abdutora, parte-se dos resultados para a correta conexão com a literatura. Além da categorização e da análise dos resultados, o framework proposto por Ferreira e Otley (2009) foi utilizado como referência de comparação para os atuais estágios de controle de desempenho encontrados nas áreas de TI. Os resultados mostram um estágio pouco desenvolvido na utilização de ferramentas de controle gerencial para controle de desempenho. Nesse contexto, percebeu-se a influência de fatores externos ainda não absorvidos pelas controladorias, principalmente quanto à captura de aprendizado por meio de Comunidades de Práticas (CoPs). Foi possível constatar uma validação da abordagem contingencial (MERCHANT, 1984; CHENHALL, 2006; FERREIRA; OTLEY, 2009), na qual os fatores externos combinados ao estágio das organizações culminam na adoção dos procedimentos de controle utilizados. Os resultados sugerem que a forma de medição de desempenho pode ser explicada em parte pelo distanciamento da área de Controladoria,indicando que esta não possui papel determinante organizacionalmente, com evidências de gaps em relação à literatura acadêmica. O distanciamento do planejamento estratégico da gestão da área de TI também pode ser em parte um fator explicativo para os fenômenos apresentados nas IES B, C e D. A IES do caso A apresentou-se de forma peculiar em relação às outras, com ambiente de controle mais desenvolvido, consoante com estrutura de controle mais moderna prevista no framework de Ferreira e Otley (2009).por
dc.creator.Latteshttp://lattes.cnpq.br/7784090415920127por
dc.contributor.advisor1Oyadomari, José Carlos Tiomatsupt_BR
dc.contributor.advisor1Latteshttp://lattes.cnpq.br/5722412463663652por
dc.contributor.referee1Perez, Gilbertopt_BR
dc.contributor.referee2Aguiar, Andson Braga dept_BR
dc.contributor.referee2Latteshttp://lattes.cnpq.br/8776692303907234por
dc.thumbnail.urlhttp://tede.mackenzie.br/jspui/retrieve/3157/Joao%20Luiz%20Jardim%20Sanches.pdf.jpg*
dc.bitstream.urlhttp://tede.mackenzie.br/jspui/bitstream/tede/879/1/Joao%20Luiz%20Jardim%20Sanches.pdf


Files in this item

FilesSizeFormatView
Joao Luiz Jardim Sanches.pdf1.148Mbapplication/pdfView/Open

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record