Show simple item record

dc.creatorDuarte, Cintia Perezpt_BR
dc.date.accessioned2016-03-15T19:41:22Z
dc.date.accessioned2020-05-28T18:09:18Z
dc.date.available2014-03-31pt_BR
dc.date.available2020-05-28T18:09:18Z
dc.date.issued2014-01-30pt_BR
dc.identifier.citationDUARTE, Cintia Perez. Avaliação neuropsicológica, comportamental e neurológica de irmãos de indivíduos com transtornos do espectro do autismo. 2014. 165 f. Tese (Doutorado em Psicologia) - Universidade Presbiteriana Mackenzie, São Paulo, 2014.por
dc.identifier.urihttp://dspace.mackenzie.br/handle/10899/24527
dc.description.abstractAutism Spectrum Disorders (ASD) are characterized by impairments in social interaction, behavior and language. Despite the fact that there are no specific biological markers in ASD, there are evidences that its manifestation is due to biological alterations. This hypothesis is endorsed by the fact that, when compared with the general population, some family members of people with ASD - despite not fitting the diagnosis present some cognitive and social impairments as well. The aim of this study was to compare the performance of siblings of individuals diagnosed with ASD (ASDS) (N=29) with a control group composed of siblings of individuals with typical development (TDS) (N=25) on behavioral scales, neuropsychological tests and neurological assessment. Assessment of individuals diagnosed with SDA was carried out for subsequent analysis of the ASDS regrouped in relation to the compromise of their diagnosed siblings. The ASDS group presented higher impairment in the ASQ and in the level of adaptive behavior relating to socialization. When it comes to behavior impairment, they differed in the activity and social competence scales and in the anxiety/depression syndrome scales and in the socialization problems as well as in the internalization and total of problems scales. When compared based on the classifications normal, borderline or clinical, they had poorer performance for activities (competence), isolation and depression, somatic complaint, problems of socialization and in the internalization scale. In the neuropsychological tests, they differed in relation to processing speed in the execution of a picture naming task, time for visual search of stimuli presented in a piece of paper, in the copy and memory reproduction of the model of complex figure and in the evocation of words by the phonological principle in a verbal fluency test. Differences related to cephalic perimeter were described. In the intragroup (ASDS) analysis there was a difference when it was considered the level of adaptive behavior of their diagnosed siblings. Those who have siblings with deeper impairment also presented more alterations related to the everyday activities and to socialization when compared to the ones who have siblings with moderate impairment. In such case, siblings of individuals with the diagnosis of Autism Spectrum Disorders presented more alterations than the control group in neuropsychological tests, adaptive behavior assessment scales and behavior problems.eng
dc.description.sponsorshipCoordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superiorpt_BR
dc.formatapplication/pdfpor
dc.languageporpor
dc.publisherUniversidade Presbiteriana Mackenziepor
dc.rightsAcesso Abertopor
dc.subjectavaliaçãopor
dc.subjecttranstornos do espectro do autismopor
dc.subjectneuropsicologiapor
dc.subjectcomportamentopor
dc.subjectirmãospor
dc.subjectneuropsychological assessmenteng
dc.subjectautism spectrum disordereng
dc.subjectsiblingseng
dc.titleAvaliação neuropsicológica, comportamental e neurológica de irmãos de indivíduos com transtornos do espectro do autismopor
dc.typeTesepor
dc.publisher.departmentPsicologiapor
dc.publisher.programDistúrbios do Desenvolvimentopor
dc.publisher.initialsUPMpor
dc.publisher.countryBRpor
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS HUMANAS::PSICOLOGIApor
dc.description.resumoOs Transtornos do Espectro do Autismo (TEA) se caracterizam por comprometimentos em relação à interação social, comportamento e linguagem. Há evidências de que alterações biológicas sejam responsáveis pela manifestação do quadro, apesar de ainda não haver um único marcador biológico específico. Tal hipótese é endossada pelo fato de que alguns familiares de pessoas com TEA apresentam prejuízo cognitivos e sociais mais sutis do que as pessoas diretamente afetadas, em relação à população geral. Este estudo teve por objetivo comparar o desempenho em escalas de comportamento adaptativo, problemas de comportamento, testes neuropsicológicos e avaliação neurológica, de irmãos de pessoas com o diagnóstico de TEA (ITEA) (N=29), com grupo controle de irmãos de pessoas com desenvolvimento típico (IDT) (N=25). Foi realizada avaliação das pessoas com o diagnóstico, para posterior análise do grupo ITEA reagrupados em função do comprometimento de seus irmãos diagnosticados. O grupo ITEA apresentou maior comprometimento na pontuação do ASQ e nível de comportamento adaptativo, referente à socialização. Sobre os problemas de comportamento diferiram nas escalas de competências para atividades e social e nas escalas síndromes para ansiedade/depressão, isolamento/depressão e problemas de socialização, além das escalas de internalização e total de problemas. Quando comparados com base nas classificações normal, limítrofe ou clínico, foram piores para atividades (competência), isolamento e depressão, queixas somáticas, problemas de socialização e na escala de internalização. Nos testes neuropsicológicos, diferiram em relação à velocidade de processamento na execução de tarefas de nomeação de figuras, tempo para busca visual de estímulos no papel, na cópia e reprodução por memória do modelo de figura complexa e na evocação de palavras através do princípio fonológico em teste de fluência verbal. Diferenças em relação ao perímetro cefálico foram encontradas. Na análise intragrupo (ITEA) houve diferença quando foi considerado o nível de comportamento adaptativo de seus irmãos diagnosticados, sendo que aqueles que possuem irmãos com comprometimento severo/profundo também apresentam mais alterações relacionadas às atividades de vida diária e também de socialização, se comparados com os que possuem irmãos com comprometimento leve/moderado. Diferenças foram encontradas quando os grupos foram separados em função da pontuação no ASQ de seus irmãos com TEA, sendo pior o nível de comportamento adaptativo nas três áreas possíveis, comunicação, atividades de vida diária e socialização. Deste modo, irmãos de pessoas com o diagnóstico de Transtornos do Espectro do Autismo apresentaram mais alterações do que o grupo controle em testes neuropsicológicos, escalas para avaliação de comportamento adaptativo e problemas de comportamento.por
dc.creator.Latteshttp://lattes.cnpq.br/4295514859949655por
dc.contributor.advisor1Schwartzman, José Salomãopt_BR
dc.contributor.advisor1Latteshttp://lattes.cnpq.br/1470693655000888por
dc.contributor.referee1Brunoni, Déciopt_BR
dc.contributor.referee1Latteshttp://lattes.cnpq.br/6245382294135211por
dc.contributor.referee2Araujo, Ceres Alves dept_BR
dc.contributor.referee2Latteshttp://lattes.cnpq.br/0035975628567494por
dc.contributor.referee3Covre, Priscilapt_BR
dc.contributor.referee3Latteshttp://lattes.cnpq.br/0999944104431603por
dc.contributor.referee4Muszkat, Mauropt_BR
dc.contributor.referee4Latteshttp://lattes.cnpq.br/8000885055683103por
dc.thumbnail.urlhttp://tede.mackenzie.br/jspui/retrieve/3709/Cintia%20Perez%20Duarte.pdf.jpg*
dc.bitstream.urlhttp://tede.mackenzie.br/jspui/bitstream/tede/1776/1/Cintia%20Perez%20Duarte.pdf


Files in this item

FilesSizeFormatView

There are no files associated with this item.

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record