Show simple item record

dc.creatorMaluli, Lidiane Mendespt_BR
dc.date.accessioned2016-03-15T19:26:03Z
dc.date.accessioned2020-05-28T18:03:57Z
dc.date.available2013-12-04pt_BR
dc.date.available2020-05-28T18:03:57Z
dc.date.issued2013-02-06pt_BR
dc.identifier.citationMALULI, Lidiane Mendes. Aprendizagem formal e informal dos funcionários administrativos de uma instituição educacional. 2013. 114 f. Dissertação (Mestrado em Administração) - Universidade Presbiteriana Mackenzie, São Paulo, 2013.por
dc.identifier.urihttp://dspace.mackenzie.br/handle/10899/23431
dc.description.abstractThe aim of this work was to answer the following question: Which learning activities are present among the business staff of a university? The main goals were: (i) to identify and analyse which work activities, either formal or informal, bring learning knowledge to the business staff of a university; and (ii) to analyse the learning activities, formal and informal, by examining the aspects that facilitate and the obstacles that influence the knowledge acquisition. This work was made in a university in São Paulo city through a quantitative research conducted by means of a survey. The data collection with the business staff was made through a research form based on Slater (2004), adapted to this work. The main results were explored with the use of statistic tools (Excel, SPSS and SmartPLS), which allowed and the confirmatory factorial analysis (based on the final collection results and the pre-test results). The results identified that the staff learn more through informal learning activities, especially when executing their own jobs, interacting with other employees/ students and communicating with themselves. The activities executing their on job and interaction with other employees/students were considered the most important for the administrative employees who took part in the research. The factor individual learning is the one that influences the most the existence of informal learning in the Educational Institution, and it was responsible for 49% of the results in this research.eng
dc.formatapplication/pdfpor
dc.languageporpor
dc.publisherUniversidade Presbiteriana Mackenziepor
dc.rightsAcesso Abertopor
dc.subjectaprendizagem organizacionalpor
dc.subjectaprendizagem informalpor
dc.subjectambiente de trabalhopor
dc.subjectaprendizagem individualpor
dc.subjectorganizational learningeng
dc.subjectinformal learningeng
dc.subjectwork environmenteng
dc.subjectprivate learningeng
dc.titleAprendizagem formal e informal dos funcionários administrativos de uma instituição educacionalpor
dc.typeDissertaçãopor
dc.publisher.departmentAdministraçãopor
dc.publisher.programAdministração de Empresaspor
dc.publisher.initialsUPMpor
dc.publisher.countryBRpor
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::ADMINISTRACAO::ADMINISTRACAO DE EMPRESASpor
dc.description.resumoEste estudo procurou responder ao seguinte problema de pesquisa: Quais atividades de aprendizagem estão presentes entre os funcionários administrativos de uma instituição educacional? Teve como objetivos: (i) identificar e analisar quais atividades de trabalho, tanto formais quanto informais, propiciam aprendizagem entre os funcionários administrativos de uma instituição de ensino; e (ii) analisar as atividades de aprendizagem, formais e informais, examinando-se os fatores que facilitam e os obstáculos que influenciam a aquisição de conhecimento. O estudo foi realizado em uma instituição de ensino da cidade de São Paulo por meio de uma pesquisa quantitativa conduzida a partir de um levantamento (survey). A coleta de dados, realizada com os funcionários administrativos, envolveu o preenchimento de um formulário de pesquisa oriundo do estudo de Slater (2004) e adaptado para este trabalho. Os resultados encontrados foram explorados com base em ferramentas estatísticas (Excel, SPSS e SmartPLS), que propiciaram a execução da análise fatorial confirmatória (a partir dos resultados do pré-teste e da coleta final). Os resultados identificaram que os funcionários aprendem mais por meio de atividades de aprendizagem informal e em especial ao executar seu próprio trabalho, interagir com outros funcionários/alunos e pela comunicação pessoal entre eles. As atividades execução do próprio trabalho e interação com outros funcionários/alunos foram apontadas como as mais importantes para os funcionários administrativos que participaram da pesquisa. O fator aprendizagem individual é o que mais influencia a existência de aprendizagem informal na Instituição Educação e foi responsável por 49% do resultado da pesquisa.por
dc.creator.Latteshttp://lattes.cnpq.br/0317744061040793por
dc.contributor.advisor1Godoy, Arilda Schmidtpt_BR
dc.contributor.advisor1Latteshttp://lattes.cnpq.br/8335648990336274por
dc.contributor.referee1Bido, Diógenes de Souzapt_BR
dc.contributor.referee1Latteshttp://lattes.cnpq.br/7757562071320086por
dc.contributor.referee2Silva, Dirceu dapt_BR
dc.contributor.referee2Latteshttp://lattes.cnpq.br/9583759917108842por
dc.thumbnail.urlhttp://tede.mackenzie.br/jspui/retrieve/2800/Lidiane%20Mendes%20Maluli.pdf.jpg*
dc.bitstream.urlhttp://tede.mackenzie.br/jspui/bitstream/tede/601/1/Lidiane%20Mendes%20Maluli.pdf


Files in this item

FilesSizeFormatView

There are no files associated with this item.

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record