Show simple item record

dc.contributor.advisorMinozzi, Celso Lomonte
dc.contributor.authorCavalcanti, Larissa Boscariol
dc.date.accessioned2019-12-19T17:32:02Z
dc.date.available2019-12-19T17:32:02Z
dc.identifier.urihttp://dspace.mackenzie.br/handle/10899/21113
dc.description.abstractSabe-se que a medicina atual busca novas formas de atendimento aos doentes e se preocupa cada vez mais em oferecer a eles um tratamento mais humanizado. No entanto, os ambientes disponibilizados ao paciente infanto-juvenil, principalmente em hospitais públicos,são pouco convidativos. Considerar o longo período de internação que crianças e adolescentes passam no hospital durante o tratamento de diversas doenças é o que impulsiona a transformação do ambiente, tornando-o um espaço acolhedor, lúdico e agradável para o paciente, cuidadores e profissionais da saúde. A partir disso,busca-se entender,como apolítica pública de saúde – intitulada de Política Nacional de Humanização (PNH) – é capaz,juntamente com a arquitetura,de tornar a internação de crianças um período o menos doloroso possível, oferecendo atividades integrativas em um ambiente que estimule o contato com a natureza e as conexões humanas. Diante dessa problemática, o objeto de estudo deste Trabalho Final de Graduação é o anteprojeto arquitetônico de um Hospital e Pronto Socorro Infantil, de caráter público no bairro da Freguesia do Ó.pt_BR
dc.languagept_BRpt_BR
dc.publisherUniversidade Presbiteriana Mackenziept_BR
dc.subjectarquiteturapt_BR
dc.subjecturbanismopt_BR
dc.subjectpolítica pública de saúdept_BR
dc.subjecthumanizaçãopt_BR
dc.titleHumanização hospitalar: a arquitetura no tratamento e cura de crianças hospitalizadaspt_BR
dc.typeTCCpt_BR
dc.contributor.refereesTabith Júnior, José Luiz
dc.publisher.departmentFaculdade de Arquitetura e Urbanismo (FAU)pt_BR
dc.date.qualified2019-07


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record