Show simple item record

dc.contributor.advisorBortolai Junior, Orlando
dc.contributor.authorBrito, Ruth Emily Carrara
dc.date.accessioned2019-10-17T18:45:11Z
dc.date.available2019-10-17T18:45:11Z
dc.identifier.urihttp://dspace.mackenzie.br/handle/10899/20683
dc.description.abstractA formação da Família é um acontecimento cíclico que tende a se modificar conforme a cultura social brasileira evolui. Contudo, é pouco visto os avanços jurídicos e políticas públicas que tendem a beneficiar as mudanças direcionadas às novas estruturações familiares, causando mal-estar àqueles não são reconhecidos como Família. Dentre os membros familiares que sofrem da falta de inclusão social pela exclusão cultural ou atipicidade do “modelo padrão”, as crianças são vistas como os sujeitos do núcleo familiar que mais tendem a sofrer as consequências causadas pelo não reconhecimento, pela falta de afeto entre ela e os outros membros e outros fatores intrínsecos. Ocorrendo deficiências em seu desenvolvimento psíquico e comportamental, como é concluído pelos psicanalistas. É de grande necessidade compreender como a Família é a instituição mais importante que existe na sociedade humana, sendo ela o núcleo onde desenvolverá o caráter social e cultura da criança, que é quem passará seus conhecimentos obtidos pela sua Família à diante quando for constituir a sua própria. O Estado deve condicionar de forma sistemática uma proteção legal, que abarque todas as famílias excluídas por causa do preconceito cultural e social, visando instituir um devido Estatuto às Famílias, tendo em vista sua importância perante à sociedade.pt_BR
dc.description.abstractThe formation of the Family is a cyclical event that tends to change as the Brazilian social culture evolves. However, it is little seen the legal advances and public policies that tend to benefit the changes directed to the new family structures, causing discomfort to those are not recognized as Family. Among the family members who suffer from lack of social inclusion due to cultural exclusion or atypicality of the "standard model", children are seen as the subjects of the family nucleus who are most likely to suffer the consequences of non-recognition, lack of affection among them and other members and other intrinsic factors. Occurring deficiencies in their psychic and behavioral development, as the psychoanalysts conclude. It is of great need to understand how the Family is the most important institution that exists in human society, being the nucleus where it will develop the social character and culture of the child, who will pass his knowledge obtained by his original Family to his future one. The State must condition in a systematically way a legal protection, covering all the families excluded because of cultural and social prejudice, aiming a Statute for Families, in view of its importance to society.pt_BR
dc.formatTextopt_BR
dc.languagept_BRpt_BR
dc.publisherUniversidade Presbiteriana Mackenziept_BR
dc.subjectfaces da famíliapt_BR
dc.subjectâmbito social e jurídicopt_BR
dc.subjectresultados psicológicos na criançapt_BR
dc.subjectentidades familiarespt_BR
dc.subjectfamily’s facetspt_BR
dc.subjectsocial and legal’s scopept_BR
dc.subjectpsychological outcomes on childrenpt_BR
dc.subjectfamily entitiespt_BR
dc.titleAs diversas faces da família no âmbito social e jurídico e os resultados psicológicos na criançapt_BR
dc.typeTCCpt_BR
dc.contributor.refereesPasin, João Bosco Coelho
dc.contributor.refereesDallari Junior, Hélcio de Abreu
dc.publisher.departmentFaculdade de Direito (FD)pt_BR
dc.publisher.initialsUPMpt_BR
dc.publisher.countryBrasilpt_BR
dc.date.qualified2019-06-05


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record