Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://dspace.mackenzie.br/handle/10899/20653
Tipo do documento: Dissertação
Título: Problemas emocionais/comportamentais em pré-escolares: associação com indicadores de saúde mental e estilo parental
Autor: Silva, Marjorie
Primeiro orientador: Rocha, Marina Monzani da
Primeiro membro da banca: Osório, Ana Alexandra Caldas
Segundo membro da banca: Geraldo, Deisy Emerich
Resumo: A interação entre as crianças e seus cuidadores impacta o desenvolvimento infantil. As pesquisas indicam que filhos de pais que fazem uso predominante dos estilos parentais Autoritário e Permissivo apresentam mais problemas emocionais/comportamentais do que os filhos dos que praticam o estilo Democrático. Além disso, sabe-se que os pais que apresentam algum problema de saúde mental podem ter déficits no repertório educativo e percepção distorcida sobre os comportamentos das crianças. O objetivo deste estudo foi analisar associações entre problemas emocionais/comportamentais de pré-escolares, indicadores de saúde mental das mães e seus estilos parentais. Trata-se de um estudo transversal, quantitativo e descritivo. Participaram deste estudo 75 mães de crianças com idades entre 3 e 5 anos que estavam matriculadas numa escola particular/filantrópica de ensino infantil do Estado de São Paulo. Foram utilizados os instrumentos “Inventário dos Comportamentos de Crianças entre 1½-5” (CBCL/1½-5), “Questionário de Auto-Relato” (SRQ-20) e “Questionário de Estilos e Dimensões Parentais” (QEDP), além de um questionário sociodemográfico para caracterização da amostra. Todas as análises foram realizadas utilizando o software SPSS 21.0 com critério de significância de p≤0,05. Os resultados encontrados foram: de 14,7% a 20% das crianças com problemas emocionais/comportamentais acima do esperado para a faixa etária e sexo, uso predominante do Estilo Parental Permissivo (41,3%) e 16% das mães com alta probabilidade de apresentar um Transtorno Mental Comum (TMC). As correlações entre as escalas do CBCL/1½-5 e o Estilo Parental Autoritário foram positivas com índices fracos, já as correlações entre o CBCL/1½-5 e o SRQ-20 foram positivas e com índices de moderado a forte, indicando que quanto mais problemas a mãe percebe em si mesma, mais problemas ela observa no repertório comportamental do seu filho. A regressão de logística binária evidenciou um aumento na probabilidade de a criança apresentar de escores clínicos nas escalas de problemas emocionais/comportamentais em relação ao Estilo Parental Permissivo e às mães com alta probabilidade de apresentar um TMC.
Abstract: The interaction between children and their caregivers impacts the child development. Research indicates that children of parents who make predominant use of authoritarian and permissive parenting styles have more emotional/behavioral problems than children of those who practice the democratic style. In addition, it is known that parents with mental health problems may have deficits in their educational repertoire and distorted perceptions of their children's behavior. The aim of this study was to analyze associations between emotional/behavioral problems of preschoolers, mothers' mental health indicators and their parenting styles. This is a cross-sectional, quantitative and descriptive study. Seventy-five mothers of children aged 3 to 5 years old who were enrolled in a private/philanthropic elementary school in the state of São Paulo participated in this study. The instruments “Child Behavior Checklist for ages 1½-5” (CBCL/1½-5), “Self-Report Questionnaire” (SRQ-20), “Parenting Styles and Dimensions Questionnaire” (QEDP), and a sociodemographic questionnaire were used. All analyzes were performed using SPSS 21.0 software with significance level of p≤0.05. The results found were: 14.7% to 20% of children with higher than expected emotional/behavioral problems for age and sex, predominant use of permissive parenting style (41.3%) and 16% of mothers with high probability of having a Common Mental Disorder (CMD). Correlations between CBCL/1½-5 scales and Authoritarian Parenting Style were positive with weak indices, while correlations between CBCL/1½-5 and SRQ-20 were positive with moderate to strong indices, which indicates that the more problems the mother perceives in herself, the more problems she observes in her child's behavioral repertoire. Binary logistic regression showed an increase in the child's probability of clinical scores on the emotional/behavioral problem scales in relation to Permissive Parenting Style and mothers with high probability of having a CMD.
Palavras-chave: problemas emocionais/comportamentais;  pré-escolares;  saúde mental;  estilo parental;  análise do comportamento
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::PSICOLOGIA::PSICOLOGIA DO DESENVOLVIMENTO HUMANO
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Presbiteriana Mackenzie
Sigla da instituição: UPM
Departamento: Centro de Ciências Biológicas e da Saúde (CCBS)
Programa: Distúrbios do Desenvolvimento
Citação: SILVA, Marjorie. Problemas emocionais/comportamentais em pré-escolares: associação com indicadores de saúde mental e estilo parental. 2019. 62 f. Dissertação (Mestrado em Distúrbios do Desenvolvimento) - Universidade Presbiteriana Mackenzie, São Paulo, 2019 .
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/
URI: http://tede.mackenzie.br/jspui/handle/tede/4069
http://dspace.mackenzie.br/handle/10899/20653
Data de defesa: 5-Ago-2019
metadata.dc.bitstream.url: http://tede.mackenzie.br/jspui/bitstream/tede/4069/5/Marjorie%20Silva.pdf
Aparece nas coleções:Distúrbios do Desenvolvimento - Dissertações - CCBS Higienópolis

Arquivos associados a este item:
Não existem arquivos associados a este item.


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons