Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://dspace.mackenzie.br/handle/10899/20262
Tipo do documento: Dissertação
Título: Pós-método e autonomia no ensino de língua inglesa: uma proposta de avaliação do livro do professor
Autor: Silva, Vania Maria Colaço
Primeiro orientador: Hanna, Vera Lucia Harabagi
Primeiro membro da banca: Corrêa, Lilian Cristina
Segundo membro da banca: Silva, Vanessa Maria da
Resumo: Nossa pesquisa é baseada no axioma "língua é comunicação e comunicação é cultura", a partir do qual chegamos ao ensino de língua estrangeira na condição Pós-Método, com vistas à importância da autonomia do professor. A língua estrangeira em foco é a língua inglesa EFL (English as a foreign language, i.e., inglês como língua estrangeira) por ser a língua franca da atualidade, conforme JENKINS e MAURANEN, 2017. Hanna (2012 e 2016) auxilia-nos no entendimento do diálogo possível, ou melhor, necessário e inevitável, entre o ensino de língua estrangeira e os Estudos Culturais; um ensino voltado ao social e ao contexto de professores e alunos, assim como destacado por Byram (2002 e 2013) e Kramsch (1998). Perante a corrente importância do aprendizado do segundo idioma, surge a necessidade de promover um olhar crítico e reflexivo sobre o ensino de línguas estrangeiras, seus métodos e abordagens, de forma a avaliar e encarar os desafios e os novos papéis desempenhados por alunos e professores na contemporaneidade. Brown (2002 e 2007), Jackson (2014), Nunan (1989) e Richards (2002 e 2006) são alguns dos nossos alicerces quanto ao ensino de línguas e suas metodologias, incluindo a Abordagem Comunicativa que conduziu-nos ao Pós-Método, essencialmente pela obra de Kumaravadivelu (1994 e 2008), que propõe a procura por uma alternativa ao método ao invés da procura por um método alternativo, ou pelo "melhor método". Em seguida, aprofundamo-nos na questão da autonomia do professor sob a visão de Contreras (2012), Lamb e Reinders (2008) e Leo van Lier (1996), com a proposta de que os professores tenham autonomia para tomar decisões, elaborando técnicas que sejam eficazes e específicas às suas aulas (contextos e alunos). O livro do professor é o nosso corpus, no qual analisamos as oportunidades de autonomia oferecidas na parte "Introdução" (do livro do professor) da série de livros didáticos openMind (MACMILLAN, 2016). Nosso intuito é contribuir para o ensino de língua inglesa / EFL condizente com diferentes contextos socioculturais, promovendo o pensamento autônomo, crítico e reflexivo do professor, bem como dos futuros professores.
Abstract: Our research is based on the axiom "language is communication and communication is culture", from which we have reached the teaching of foreign language in the Postmethod condition, in the light of the importance of teacher autonomy. The foreign language in focus is the English language (EFL) since it is the present lingua franca (according to JENKINS and MAURANEN, 2017). Hanna (2012 and 2016) assists us in understanding the possible or rather needed and inevitable dialogue between foreign language teaching and Cultural Studies; a social-oriented teaching which is directed to the students and teachers' contexts as highlighted by Byram (2002 and 2013) and Kramsch (1998). Given the current importance of second language learning, it arises the need to promote a critical and reflexive perspective at the teaching of foreign languages, its methods and approaches, in order to assess and face the challenges and the new roles played by students and teachers in the contemporary world. Brown (2002 and 2007), Jackson (2014), Nunan (1989), and Richards (2002 and 2006) are some of our foundations for language teaching and methodologies, including the Communicative Approach that led us to the Postmethod condition, mainly by Kumaravadivelu's work (1994 and 2008), which proposes the search for an alternative to the method rather than the search for an alternative method, or by the "best method". Afterwards, we searched deeply into the question of teacher autonomy under the view of Contreras (2012), Lamb and Reinders (2008) and Leo van Lier (1996), with the proposal that teachers have the autonomy to make decisions, that are effective and specific to your classes (contexts and students). The teacher's book is our corpus, in which we analyze the opportunities for autonomy offered in the "Introduction" part (from the teacher's book) of the openMind textbook series (MACMILLAN, 2016). Our aim is to contribute to the teaching of English / EFL according to different sociocultural contexts, promoting autonomy, critical and reflexive thinking of the teacher as well as future teachers.
Palavras-chave: ensino de língua estrangeira;  ensino de língua inglesa;  pós-método;  autonomia do professor
Área(s) do CNPq: CNPQ::LINGUISTICA, LETRAS E ARTES::LETRAS
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Presbiteriana Mackenzie
Sigla da instituição: UPM
Departamento: Centro de Comunicação e Letras (CCL)
Programa: Letras
Citação: Silva, Vania Maria Colaço. Pós-método e autonomia no ensino de língua inglesa: uma proposta de avaliação do livro do professor. 2019. 156 f. Dissertação (Mestrado em Letras) - Universidade Presbiteriana Mackenzie, São Paulo, 2019.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/
URI: http://tede.mackenzie.br/jspui/handle/tede/3905
http://dspace.mackenzie.br/handle/10899/20262
Data de defesa: 8-Fev-2019
metadata.dc.bitstream.url: http://tede.mackenzie.br/jspui/bitstream/tede/3905/5/Vania%20Maria%20Cola%C3%A7o%20Silva.pdf
Aparece nas coleções:Letras - Dissertações - CCL Higienópolis

Arquivos associados a este item:
Não existem arquivos associados a este item.


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons