Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://dspace.mackenzie.br/handle/10899/20228
Tipo do documento: Tese
Título: As Amazônias da Cazumbá: a fotografia como vivência de antropologia visual e socioambiental para revelar uma reserva extrativista e sua cultura
Autor: Vasconcelos, Aurelice da Silva
Primeiro orientador: Stori, Norberto
Primeiro coorientador: Mello, Regina Lara Silveira
Primeiro membro da banca: Catalão, Vera Margarida Lessa
Segundo membro da banca: Manzochi, Lúcia Helena
Terceiro membro da banca: Hovnanian, Marco Antonio Dresler
Quarto membro da banca: Schwartz, Rosana Maria Pires Barbato
Resumo: Este estudo apresentou o percurso e os resultados da produção de imagens fotográficas realizadas na comunidade da Reserva Extrativista do Cazumbá-Iracema/AC, além de um trabalho autoral fotográfico. A pesquisa navegou no campo de antropologia visual que tem como estudo o homem por meio de imagens. O objetivo foi revelar peculiaridades da cultura extrativista e o seu modo de vida, utilizando como metodologia a fenomenologia como percepção de mundo e como estratégias a história oral e a leitura de imagens, a partir do âncora das fotografias produzidas pela pesquisadora e as das práticas fotográficas realizadas pelos extrativistas. Na pesquisa foi valorizado o poder da imagem como dado, potência de narrativa visual e poética, conhecimentos extrapolando a mera função de ilustração textual. O trabalho com fotografias desenvolvido ao longo de quase uma década, foi possível realizar uma escuta sensível dessas pessoas, resgatar memórias, valorizar a cultura extrativista e criar experiências estéticas juntos aos moradores dessa Reserva. As oficinas fotográficas foram conduzidas a partir de princípios de uma educação ambiental crítica e transformadora, onde foi possível criar e fortalecer encontros, descobrir espaços de criação, estreitar relações, despertar imaginações e co-imaginações. Com isso, pudemos ver o fortalecimento de sujeitos ecológicos, cidadão cientista e possíveis desdobramentos políticos e sociais na localidade, como o crescimento de um turismo de base comunitária e o crescimento de uma rede colaborativa entre moradores, pesquisadores e visitantes, a partir de uma forma peculiar de construção de vínculos. As imagens tiveram o papel de serem provocativas para despertarem pensamentos, questionamentos e mudanças, por meio de discussão e reflexão no campo de mediação pedagógica e nos processos educativos voltados a uma educação reflexiva, cultural, consciente e emancipadora. A cultura extrativista foi revelada a partir da visão transdisciplinar, que se apoiou na intervenção social e afetiva a partir do uso da linguagem fotográfica, que foi um processo de dinamização de consciência cultural, valores indenitários e comportamentos ambientais.
Abstract: This study has revealed the journey and the results of a photographic image production at the Cazumbá-Iracema Extractive Reserve, Acre, and an original photographic work. The research has used visual anthropology which aims to study mankind through images. The objective was to reveal the lifestyle and peculiarities of the extractivist culture. To capture how extractivists perceive the world, the methodology included use of phenomenology, oral histories and interpretation of the images produced by both the researcher and the extractivists themselves. In this research images were used as data and catalysers of visual and poetic narratives, which go beyond the mere task of illustrating texts. With this photographic work of almost ten years, it was possible to give voice to the extractivists, rescue memories, value the extractivist culture and create aesthetic experiences with the dwellers of the Reserve. The photographic workshops were conducted following principles of a critical and transforming environmental education, allowing for the creation and strengthening of meetings, revealing space for creation, strengthening bonds, stimulating imagination and co-imagination. With this, we could see the strengthening of ecological subjects, scientist citizen, and the unfolding of potential political and social events such as the growth of community-based tourism and a collaborative network between dwellers, researchers and visitors from a particular way of establishing bonds. The main theoretical reference was Paulo Freire who built the base for pedagogical discussion and reflection about reflexive, cultural, conscious and emancipatory educational processes. The images had the role to provoke thoughts, questionings and changes. The extractivist culture was revealed from a transdisciplinary vision based on social and affective intervention through use of the photographic language, a process which promoted cultural consciousness, identity values and environmental behaviour.
Palavras-chave: fotografia;  cultura extrativista acreana;  antropologia visual;  Reserva Extrativista do Cazumbá-Iracema
Área(s) do CNPq: CNPQ::LINGUISTICA, LETRAS E ARTES::ARTES::FOTOGRAFIA
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Presbiteriana Mackenzie
Sigla da instituição: UPM
Departamento: Centro de Educação, Filosofia e Teologia (CEFT)
Programa: Educação, Arte e História da Cultura
Citação: VASCONCELOS, Aurelice da Silva. As Amazônias da Cazumbá: a fotografia como vivência de antropologia visual e socioambiental para revelar uma reserva extrativista e sua cultura. 2019. 247 f. Tese (Doutorado em Educação, Arte e História da Cultura) - Universidade Presbiteriana Mackenzie, São Paulo, 2019.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/
URI: http://tede.mackenzie.br/jspui/handle/tede/3909
http://dspace.mackenzie.br/handle/10899/20228
Data de defesa: 15-Fev-2019
metadata.dc.bitstream.url: http://tede.mackenzie.br/jspui/bitstream/tede/3909/5/Aurelice%20da%20Silva%20Vasconcelos.pdf
Aparece nas coleções:Educação, Arte e História da Cultura - Teses - CEFT Higienópolis

Arquivos associados a este item:
Não existem arquivos associados a este item.


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons