Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://dspace.mackenzie.br/handle/10899/19780
Tipo do documento: Dissertação
Título: Avaliação de problemas emocionais e comportamentais, sinais de transtornos do espectro autista e comportamentos adaptativos em prematuros de muito baixo peso atualmente aos 4 e 5 anos de idade
Autor: Signorelli, Fabrícia
Primeiro orientador: Schwartzman, José Salomão
Primeiro coorientador: Goulart, Ana Lucia
Primeiro membro da banca: Brunoni, Décio
Segundo membro da banca: Celeri, Eloisa Helena Rubello Valler
Resumo: Introdução: A prematuridade e o baixo peso são importantes causas de mortalidade e morbidades na infância, avanços na neonatologia aumentam as taxas de sobrevida de prematuros extremos e de muito baixo peso ao nascer que poderão apresentar uma variabilidade de deficiências, causando prejuízos em diferentes estágios da vida. Objetivo: Avaliar e comparar a frequência de problemas emocionais e comportamentais, sinais de transtornos do espectro autista e comportamentos adaptativos em crianças nascidas prematuras e com muito baixo peso e crianças nascidas a termo com peso adequado. Método: Estudo transversal que avaliou o desempenho de 2 grupos formados por amostra de conveniência, 23 crianças nascidas prematuras com peso abaixo de 1500 g e 22 crianças nascidas a termo, ambos os grupos compostos ambos os sexos, com idade entre 4 e 5 anos. Malformações congênitas maiores, síndromes genéticas, deficiências motoras, visuais e auditivas foram excluídas. Os dados coletados incluíram avaliação de problemas emocionais e comportamentais através do SDQ, sintomas de TEA através do ABC e comportamento adaptativo através da Vineland-II e as crianças foram submetidas ao rastreamento visual de tempo de fixação e preferência visual de face humana e objetos como estímulos. As variáveis numéricas foram comparadas com Teste t de Student ou Mann-Whitney e as variáveis categóricas comparadas pelo teste Qui-quadrado ou Teste Exato de Fisher. Fatores associados ao desenvolvimento foram analisados através de regressão linear, considerando significante p < 0,05. Resultados: Os grupos apresentaram escores semelhantes no SDQ, ABC, Vineland e rastreamento visual, porém o grupo de prematuros apresentou maiores pontuações nas dificuldades de hiperatividade no SDQ e mais prejuízos no comportamento adaptativo, motores, de comunicação e realização de atividades de vida diária na Vineland. O baixo nível de escolaridade materna também aumentou nos escores de hiperatividade no SDQ e diminuiu os escores da Vineland. O sexo masculino apresentou maiores escores de hiperatividade e piores desempenhos em habilidades sociais e de comunicação. Conclusão: Prematuros são mais vulneráveis a problemas de desenvolvimento, emocionais e comportamentais e a baixa escolaridade materna aumentam esse risco. Portanto o investimento em programas de monitoramento, identificação e intervenção precoce atuando diretamente com o prematuro bem como no ambiente familiar são necessários para minimizar sequelas futuras no desenvolvimento ao longo dos anos.
Abstract: Introduction: The prematurity and low weight are important causes of infant mortality and morbidity, advances in neonatology increase the rate of survival in preterm birth with extreme and very low weight that will present several disabilities, causing impairment in different stages of life. Objective: Assess and compare the frequency of emotional and behavioral problems, signs of autism spectrum disorder and adaptive behavior of very low weight preterm infants and full term and normal weight infants. Method: Cross-sectional study with convenience sample assessed performance of 2 groups, 23 weight below 1500 g. preterm infants and 22 full term infants, both groups composed by male and female between the ages of 4 and 5. Congenital major malformation, genetic syndrome and motor, visual and hearing disabilities were excluded. Collect data included assessment emotional and behavioral problems through SDQ, symptoms of ASD through ABC and adaptive behavior through Vineland-II and the infants were submitted to the eye tracking to measure fixation duration and visual preference between human faces and objects stimulus. Student t test or Mann-Whitney compared numerical variables and categorical variables by chi-square or Fisher’s exact test. Factor associated with developmental scores were analyzed by linear regression, and statistical significance was established at p< 0,05. Results: The groups presents similar scores at SDQ, ABC, Vineland and eye tracking, but the preterm group presented higher hyperactivity score in SDQ, adaptive behavior and motor and communication, and daily living skills impairments were high in preterm group. Low maternal educational level increased scores at SDQ hyperactivity and decreased scores at Vineland. Males presented high score of c and worse social and communication abilities. Conclusion: Children born premature are vulnerable to developmental, emotional and behavioral problems, and male sex and low maternal educational level increased the risk. Therefore, a greater investment of long-term monitoring programs for identification and early intervention acting directly with preterm and familiar environment are necessary to minimize future sequelae over the years.
Palavras-chave: prematuridade;  problemas emocionais e comportamentais;  comportamentos adaptativos;  crianças de 4 e 5 anos
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Presbiteriana Mackenzie
Sigla da instituição: UPM
Departamento: Centro de Ciências Biológicas e da Saúde (CCBS)
Programa: Distúrbios do Desenvolvimento
Citação: SIGNORELLI, Fabrícia. Avaliação de problemas emocionais e comportamentais, sinais de transtornos do espectro autista e comportamentos adaptativos em prematuros de muito baixo peso atualmente aos 4 e 5 anos de idade. 2017. 99 f. Dissertação (Distúrbios do Desenvolvimento) - Universidade Presbiteriana Mackenzie, São Paulo.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/
URI: http://tede.mackenzie.br/jspui/handle/tede/3483
http://dspace.mackenzie.br/handle/10899/19780
Data de defesa: 14-Dez-2017
metadata.dc.bitstream.url: http://tede.mackenzie.br/jspui/bitstream/tede/3483/5/Fabr%C3%ADcia%20Signorelli.pdf
Aparece nas coleções:Distúrbios do Desenvolvimento - Dissertações - CCBS Higienópolis

Arquivos associados a este item:
Não existem arquivos associados a este item.


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons