Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://dspace.mackenzie.br/handle/10899/19774
Registro completo de metadados
Campo DCValorIdioma
dc.creatorCorreia, Priscilla Almeida Pedroneiro-
dc.date.accessioned2017-09-20T15:58:50Z-
dc.date.accessioned2019-04-09T08:55:04Z-
dc.date.available2019-04-09T08:55:04Z-
dc.date.issued2017-08-01-
dc.identifier.citationCORREIA, Priscilla Almeida Pedroneiro. Funções executivas: progressão escolar e desempenho acadêmico em crianças do 1° ao 5° ano do ensino fundamental. 2017. 95 f. Dissertação( Distúrbios do Desenvolvimento) - Universidade Presbiteriana Mackenzie, São Paulo .por
dc.identifier.urihttp://tede.mackenzie.br/jspui/handle/tede/3321-
dc.identifier.urihttp://dspace.mackenzie.br/handle/10899/19774-
dc.description.abstractExecutive functions are a set of cognitive abilities, which includes working memory, cognitive flexibility, and inhibitory control. They are essential for targeting behavior toward non-immediate goals. These components are important for academic skills. Thus, the present study aimed to investigate differences in executive functions throughout the school years and its relationship with academic performance in elementary school children. Participants included 80 students aged 6 to 10 years, from 1st to 5th grades in elementary level, in two private schools in São Paulo city. The instruments were: TAFE (Computerized Test for Evaluation of Executive Functions) that evaluates Visual Working Memory, Verbal Working Memory, Cognitive Flexibility and Inhibitory Control. The students' grades were also collected. Analyses of Variance revealed significant grade effect on all measures of executive functions (working memory, cognitive flexibility and inhibitory control). Pearson correlations between school grades and executive function measures were significant mainly for working memory, with fewer correlations of academic performance with cognitive flexibility and inhibitory control. It should be emphasized that the research contributed with relevant data on the effect of grade school on the executive functions, as well as on the relationship with the academic performance.eng
dc.description.sponsorshipCoordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superiorpor
dc.formatapplication/pdf*
dc.languageporpor
dc.publisherUniversidade Presbiteriana Mackenziepor
dc.rightsAcesso Abertopor
dc.rights.urihttp://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/-
dc.subjectfunções executivaspor
dc.subjectdesempenho acadêmicopor
dc.subjectrendimento escolarpor
dc.subjectteste informatizadopor
dc.titleFunções executivas: progressão escolar e desempenho acadêmico em crianças do 1° ao 5° ano do ensino fundamentalpor
dc.typeDissertaçãopor
dc.publisher.departmentCentro de Educação, Filosofia e Teologia (CEFT)por
dc.publisher.programDistúrbios do Desenvolvimentopor
dc.publisher.initialsUPMpor
dc.publisher.countryBrasilpor
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS HUMANAS::PSICOLOGIA::PSICOLOGIA COGNITIVApor
dc.description.resumoFunções executivas são um conjunto de habilidades cognitivas que inclui os componentes de memória de trabalho, flexibilidade cognitiva e controle inibitório. São essenciais para direcionar o comportamento voltado para objetivos não imediatos. Esses componentes têm grande importância no desempenho das habilidades acadêmicas. Deste modo, o presente estudo teve por objetivo investigar diferenças nas funções executivas ao longo dos anos escolares e sua relação com o desempenho acadêmico em crianças do Ensino Fundamental I. Participaram 80 estudantes com idades de 6 a 10 anos, estudantes de 1º ao 5º ano do ensino fundamental de duas escolas particulares da cidade de São Paulo. Os instrumentos foram: TAFE (Teste Informatizado para Avaliação das Funções Executivas) que avalia a Memória de Trabalho Visual, Memória de Trabalho Verbal, Flexibilidade Cognitiva e Controle Inibitório. Foram também coletadas as notas escolares dos alunos. Análises de Variância do revelaram efeito significativo de série sobre todas as medidas de funções executivas (memória de trabalho, flexibilidade cognitiva e controle inibitório). Análises de correlação de Pearson entre notas escolares e medidas de funções executivas foram significativas principalmente para a memória de trabalho, com menos correlações do desempenho acadêmico com flexibilidade cognitiva e controle inibitório. Destaca-se que a pesquisa contribuiu com dados relevantes sobre o efeito de série escolar sobre as funções executivas, bem como sobre a relação com as notas escolares.por
dc.creator.Latteshttp://lattes.cnpq.br/3426842980897417por
dc.contributor.advisor1Seabra, Alessandra Gotuzo-
dc.contributor.advisor1Latteshttp://lattes.cnpq.br/7828325860191703por
dc.contributor.referee1Macedo, Elizeu Coutinho de-
dc.contributor.referee2Dias, Natália Martins-
dc.thumbnail.urlhttp://tede.mackenzie.br/jspui/retrieve/14856/Priscilla%20Pedroneiro.pdf.jpg*
dc.bitstream.urlhttp://tede.mackenzie.br/jspui/bitstream/tede/3321/5/Priscilla%20Pedroneiro.pdf
dc.keywordsexecutive functionseng
dc.keywordsacademic performanceeng
dc.keywordsschool performanceeng
dc.keywordscomputerized testpor
Aparece nas coleções:Distúrbios do Desenvolvimento - Dissertações - CCBS Higienópolis

Arquivos associados a este item:
Não existem arquivos associados a este item.


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons